Área do acadêmico Transmissão ao vivo
EN PT ES

Frederico Augusto dos Santos Xavier

asceu em 21 de julho de 1850, na cidade do Rio de Janeiro, Brasil. Filho de Carlos Frederico dos Santos Xavier de Azevedo e D. Mariana Carolina Lopes de Azevedo.

Doutorou-se em Medicina pela Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro, em 1876, defendendo a tese intitulada “Dos casamentos sob o ponto de vista higiênico”.

O matrimônio se tornou uma barreira contra a imoralidade. Era garantia de manutenção da ordem social. Teses de medicina eram publicadas, demonstrando tal preocupação como o caso da tese de Frederico Augusto dos Santos Xavier. Descrevia que paixões e vícios se refletiam na saúde dos filhos, e se o casal não se gostasse, a cópula podia resultar em crianças com distúrbios mentais, dizia o autor.

Eleito Membro Titular da Academia Nacional de Medicina, em 1885, apresentando a memória intitulada “Indicações e contra-indicações da traqueotomia no croup”. Sua cerimônia de posse ocorreu no mesmo ano sob a presidência do Acad. Agostinho José de Souza Lima.

Faleceu ainda jovem aos 42 anos, em 28 de agosto de 1892.

Informações do Acadêmico

Número acadêmico: 141

Cadeira: -

Membro: Titular

Secção: Cirurgia

Eleição: 14/04/1885

Posse: 05/05/1885

Sob a presidência: Agostinho José de Souza Lima

Falecimento: 28/08/1892

Informações do Acadêmico

Número acadêmico: 141

Cadeira: -

Membro: Titular

Secção: Cirurgia

Eleição: 14/04/1885

Posse: 05/05/1885

Sob a presidência: Agostinho José de Souza Lima

Falecimento: 28/08/1892

asceu em 21 de julho de 1850, na cidade do Rio de Janeiro, Brasil. Filho de Carlos Frederico dos Santos Xavier de Azevedo e D. Mariana Carolina Lopes de Azevedo.

Doutorou-se em Medicina pela Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro, em 1876, defendendo a tese intitulada “Dos casamentos sob o ponto de vista higiênico”.

O matrimônio se tornou uma barreira contra a imoralidade. Era garantia de manutenção da ordem social. Teses de medicina eram publicadas, demonstrando tal preocupação como o caso da tese de Frederico Augusto dos Santos Xavier. Descrevia que paixões e vícios se refletiam na saúde dos filhos, e se o casal não se gostasse, a cópula podia resultar em crianças com distúrbios mentais, dizia o autor.

Eleito Membro Titular da Academia Nacional de Medicina, em 1885, apresentando a memória intitulada “Indicações e contra-indicações da traqueotomia no croup”. Sua cerimônia de posse ocorreu no mesmo ano sob a presidência do Acad. Agostinho José de Souza Lima.

Faleceu ainda jovem aos 42 anos, em 28 de agosto de 1892.