Área do acadêmico Transmissão ao vivo
EN PT ES

Lauro Sollero

Nasceu em 23 de janeiro de 1916, em Ubá (MG).

Filho de José Gonçalves Sollero e de Guida Soares Sollero.

Graduou-se em Medicina pela Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro em 1939.

Atuou como Assistente de Farmacologia na Faculdade de Ciências Médicas, Livre Docente de Farmacologia na Faculdade Nacional de Medicina e Faculdade de Ciências Médicas. Foi técnico especializado em Farmacologia e Professor Catedrático de Farmacologia da Faculdade Fluminense de Medicina e da Escola de Medicina e Cirurgia do Rio de Janeiro, sendo ainda, eleito por concurso, bolsista da Fundação Rockefeller.

No cargo de Diretor do Instituto de Ciências Biomédicas da Faculdade de Medicina, implantou a Reforma Universitária no Centro de Ciências Médicas, que congregou os Professores da Faculdade de Medicina, Faculdade de Farmácia, Faculdade de Odontologia e Escola de Enfermagem, onde foram criados os Departamentos de Ciências Morfológicas, de Bioquímica, de Biofísica e Fisiologia, de Parasitologia e de Farmacologia e Terapêutica Experimental.

Membro Titular de diversas sociedades médicas e científicas, entre elas a Sociedade Brasileira de Biologia, Academia Brasileira de Ciências e New York Academy of Sciences. Além disso, foi Membro Fundador da Sociedade Brasileira de Fisiologia e da Associação Latino-Americana de Ciências Fisiológicas. Fellow da Guggenheim Foundation e Diretor do Instituto de Bioquímica Médica da Fiocruz.

Professor Emérito da Escola de Medicina e Cirurgia do Rio de Janeiro, que foi, sob sua direção, reconhecido como “Centro de Excelência em Farmacologia e Terapêutica Experimental” pelo Conselho Nacional de Pesquisas, em 1972.

Entre os prêmios e distinções que recebeu, pode-se destacar o Prêmio Alfred Jurzykowski da ANM e a Medalha Carlos Chagas. Apresentou e publicou dezenas de trabalhos científicos, no Brasil e no exterior, e participou de comissões examinadoras de concursos.

Na ocasião de sua candidatura a Membro Titular da Academia Nacional de Medicina, apresentou memória intitulada “Tópicos de Psicofarmacologia e Prescrição Racional de Medicamentos”.

Faleceu em 06 de setembro de 1982.

Informações do Acadêmico

Número acadêmico: 509

Cadeira: 84 - Manoel de Abreu

Membro: Titular

Secção: Ciencias aplicadas à Medicina

Eleição: 13/09/1979

Posse: 16/10/1979

Sob a presidência: José Leme Lopes

Saudado: Paulo de Góes

Antecessor: Carlos Osborne da Costa

Falecimento: 06/09/1982

Informações do Acadêmico

Número acadêmico: 509

Cadeira: 84 - Manoel de Abreu

Membro: Titular

Secção: Ciencias aplicadas à Medicina

Eleição: 13/09/1979

Posse: 16/10/1979

Sob a presidência: José Leme Lopes

Saudado: Paulo de Góes

Antecessor: Carlos Osborne da Costa

Falecimento: 06/09/1982

Nasceu em 23 de janeiro de 1916, em Ubá (MG).

Filho de José Gonçalves Sollero e de Guida Soares Sollero.

Graduou-se em Medicina pela Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro em 1939.

Atuou como Assistente de Farmacologia na Faculdade de Ciências Médicas, Livre Docente de Farmacologia na Faculdade Nacional de Medicina e Faculdade de Ciências Médicas. Foi técnico especializado em Farmacologia e Professor Catedrático de Farmacologia da Faculdade Fluminense de Medicina e da Escola de Medicina e Cirurgia do Rio de Janeiro, sendo ainda, eleito por concurso, bolsista da Fundação Rockefeller.

No cargo de Diretor do Instituto de Ciências Biomédicas da Faculdade de Medicina, implantou a Reforma Universitária no Centro de Ciências Médicas, que congregou os Professores da Faculdade de Medicina, Faculdade de Farmácia, Faculdade de Odontologia e Escola de Enfermagem, onde foram criados os Departamentos de Ciências Morfológicas, de Bioquímica, de Biofísica e Fisiologia, de Parasitologia e de Farmacologia e Terapêutica Experimental.

Membro Titular de diversas sociedades médicas e científicas, entre elas a Sociedade Brasileira de Biologia, Academia Brasileira de Ciências e New York Academy of Sciences. Além disso, foi Membro Fundador da Sociedade Brasileira de Fisiologia e da Associação Latino-Americana de Ciências Fisiológicas. Fellow da Guggenheim Foundation e Diretor do Instituto de Bioquímica Médica da Fiocruz.

Professor Emérito da Escola de Medicina e Cirurgia do Rio de Janeiro, que foi, sob sua direção, reconhecido como “Centro de Excelência em Farmacologia e Terapêutica Experimental” pelo Conselho Nacional de Pesquisas, em 1972.

Entre os prêmios e distinções que recebeu, pode-se destacar o Prêmio Alfred Jurzykowski da ANM e a Medalha Carlos Chagas. Apresentou e publicou dezenas de trabalhos científicos, no Brasil e no exterior, e participou de comissões examinadoras de concursos.

Na ocasião de sua candidatura a Membro Titular da Academia Nacional de Medicina, apresentou memória intitulada “Tópicos de Psicofarmacologia e Prescrição Racional de Medicamentos”.

Faleceu em 06 de setembro de 1982.