Área do acadêmico Transmissão ao vivo
EnglishPortuguêsEspañol

José Maurício Mota

Médico graduado pela Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Ceará (2008, com distinção acadêmica Magna cum Laude), com residência em Clínica Médica (2012) pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (FMRP-USP), residência em Oncologia Clínica (2018) pelo Instituto do Câncer do Estado de São Paulo, Universidade de São Paulo (ICESP-FMUSP), onde exerceu função de residente-chefe em 2018 e obteve escore máximo na prova da American Society of Clinical Oncology por dois anos consecutivos (2017 e 2018). Possui Doutorado em Oncologia pela FMRP-USP (2015) e Pós-Doutorado/Advanced Clinical Fellowship em tumores geniturinários pelo Memorial Sloan Kettering Cancer Center (2019).

Desde 2019, é médico titular da Oncologia D’Or e chefe do grupo de tumores geniturinários do serviço de Oncologia Clínica do ICESP-FMUSP, participando ativamente da formação médica de preceptores, residentes e alunos dessas instituições. É também membro ativo das sociedades American Association for Cancer Research (AACR) e da American Society of Clinical Oncology (ASCO).

Adicionalmente, participa da elaboração e condução de projetos de pesquisa clínica e translacional, com foco em descoberta de biomarcadores e novas estratégias de tratamento para os tumores geniturinários. É autor e co-autor de vários capítulos de livros e artigos científicos revisados por pares publicados em revistas internacionais e nacionais.

Daniel Kanaan

Possui graduação em medicina pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2008); residência médica em radiologia e diagnóstico por imagem pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2009 – 2012); pós graduação Lato Sensu em radiologia intervencionista e cirurgia endovascular pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (2012 – 2014); Título de especialista em radiologia intervencionista e angiorradiologia pela AMB (2014); Membro da banca examinadora da prova de título de especialista da Sociedade Brasileira de Radiologia Intervencionista e Cirurgia Endovascular / Colégio Brasileiro de Radiologia; Referência em radiologia intervencionista do Hospital das Américas (AMC) / Centro de Oncologia Integrado (COI) (2015 – 2018); Perito Médico do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (2009 – 2015). Coordenador do serviço de radiologia intervencionista do Hospital Glória D’or e do Hospital Adventista Silvestre. Referência em radiologia intervencionista dos Hospitais Copa Star e Clínica São Vicente da Gávea.  Atualmente se dedica a atividade, exclusivamente assistencial, em radiologia intervencionista aplicada na área da oncologia

Heloisa Moraes do Nascimento Salomão

Graduação em Medicina pela Faculdade de Medicina do ABC. Residência em Oftalmologia (UNIFESP). Fellowship em Doenças Externas Oculares e Transplante de Córnea; Cirurgia Refrativa; Lente de contato e Uveíte (UNIFESP). Chefe do Setor de Uveítes – Escola Paulista de Medicina (UNIFESP). Diretora Institucional – IPEPO/ Instituto da Visão. Diretora Clínica – Instituto Oftalmológico Nascimento e Clínica Oftalmológica Santa Luzia. Doutorado em Técnicas de Biologia Molecular para diagnóstico de ceratites infecciosas pela UNIFESP. Membro do International Uveitis Study Group (IUSG).

Heloisa é apaixonada por medicina, oftalmologia e educação. Tem como propósito de vida atender os pacientes como familiares. Tem mais de 50 artigos e 10 capítulos de livros publicados. Sabe que ensinar faz parte de aprender, que a medicina é uma ciência em constante movimento e uma lição diária de humildade.

Louise De Brot Andrade

Formada em medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais em 2005.
Residência médica em Anatomia Patológica no Hospital A.C.Camargo Cancer Center 2007- 2010.
Sub-especialização em Patologia Ginecológica no Hospital de la Santa Creu i Sant Pau – Barcelona 2014 e Memorial Sloan Kettering Cancer Center – New York 2017.
Sub-especialização em Patologia Endócrina e Citopatologia em Brigham Women’s Hospital/Harvard Cancer Center-Boston 2009.
Doutorado em ciências, sub-área oncologia na Fundação Antônio Prudente 2009- 2012.
Médica Titular no departamento de Anatomia Patológica do Hospital A.C.Camargo Cancer Center desde 2010 até o momento.
Membro docente do programa de pós-graduação da Fundação Antônio Prudente.
Especial interesse em Patologia Ginecológica, Citopatologia e Patologia Molecular.

Lucas Leite Cunha

Médico-cientista formado em Biologia Molecular pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Após a formatura, ingressou no mestrado e depois fez um programa de doutorado na área de imunologia tumoral. Durante o doutorado, decidiu ser médico e conseguiu ser aceito nas melhores faculdades de medicina do Brasil, a saber UNIFESP, USP e UNICAMP. Ingressou na Escola Paulista de Medicina da UNIFESP. Após a graduação em Medicina, fez Residência de Clínica Médica-Medicina Interna. Está principalmente interessado na investigação do microambiente tumoral neoplasias endócrinas, resposta imunológica contra o câncer e imunoterapia. Autor ou coautor de mais de 40 publicações e capítulos de livros e recebeu apoio financeiro da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. É revisor de revistas científicas de 9 revistas internacionais. Atualmente atua principalmente nos seguintes temas: Imunologia Tumoral, Imunoterapia, Hematologia / Oncologia, Medicina Interna, Medicina de Precisão.

Marcelo Araújo Queiroz

Graduação em Medicina pela Universidade Federal do Maranhão (2008). Especialização em Radiologia eDiagnóstico por Imagem pela Irmandade da Misericórdia da Santa Casa de São Paulo (2011). Curso deAperfeiçoamento em Radiologia Geral pela Irmandade de Misericórdia da Santa Casa de São Paulo (2012).Fellowship em PET/CT pelo Hospital Universitário de Zürich (2012). Research Fellow em PET/MR no HospitalUniversitário de Zürich (2013). Membro titular do Colégio Brasileiro de Radiologia (CBR).

Maria Helena da Silva Pitombeira Rigatto

Graduada no Curso de Medicina pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS)  em 2005. Concluiu as residências de Medicina Interna no Hospital de Clínicas de Porto Alegre(HCPA) em 2008 e de Infectologia no Hospital São Lucas (HSL) da PUCRS em 2011. Médica Infectologista e preceptora de residência médica no HSL- PUCRS e HCPA.  Concluiu mestrado e doutorado na Pós-Graduação de Ciências Médicas (PPGCM) pela UFRGS em 2011 e 2015, respectivamente. Professora da Escola de Medicina da PUCRS desde 2013. Duas vezes professora homenageada pelos alunos da Escola de Medicina da PUCRS e nove vezes professora homenageada pelos residentes de Infectologia/Medicina Interna (HSL-PUCRS e HCPA). Coordenadora do curso de especialização em  Infectologia da PUCRS. Concluiu o curso “Principles and Practice of Clinical Research” pela Universidade de Harvard, atuando  como assistente de ensino (Teaching Assistant) do mesmo por três anos.  Professora da pós-graduação (PPGCM-UFRGS) desde 2015, atuando como regente das duas disciplinas obrigatórias do curso, tendo contribuido para a transformação metodológica destas através um modelo de aprendizado ativo e sala de aula invertida.  Faz parte da comissão coordenadora da atual gestão. Orientou oito alunos de mestrado (quatro destes concluídos) e participou  de vinte e dois projetos de pesquisa, sendo nove deles como pesquisadora principal, nos últimos cinco anos. Foi pesquisadora responsável pela captação de recursos financeiros no Edital Universal CNpq 2016/1 e pelo Edital Auxílio Recém Doutor FAPERGS em 2019. Concluiu  o curso “Medical Teaching Learning and Innovation” em 2017 e  atuou como Teaching Assistant no mesmo por dois anos. Coordenadora Científica da Sociedade Gaúcha de Infectologia  (2018-2020).  Tem sua área de pesquisa focada  em resistência bacteriana e alternativas terapêuticas para o manejo destas infecções.

Yuri Longatto Boteon

Graduou-se em Medicina pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) em 2010. Possui especialização em Cirurgia Geral (2013) e Cirurgia do Aparelho Digestivo (2015), ambas pela Faculdade de Ciências Médicas da UNICAMP. Revalidou seu diploma médico no Reino Unido, possuindo licença médica no General Medical Council (GMC) desde 2016, e realizou, entre 2016 e 2019, Fellowship em Transplante Hepático e Cirurgia Hepatobiliar no Queen Elizabeth Hospital Birmingham, Birmingham, Reino Unido. Possui doutorado direto no exterior (Ph.D) em Imunologia e Imunoterapia aplicadas ao Transplante de Fígado pela University of Birmingham, College of Medical and Dental Sciences, Birmingham, Reino Unido.

Retornando ao Brasil, atualmente dedica-se tanto a assistência quanto ao ensino e geração de conhecimento médico. Atua como Cirurgião do Programa de Transplante de Fígado do Hospital Israelita Albert Einstein. Também, desenvolve atividades de pesquisa como Docente Permanente do Programa de Pós-Graduação stricto sensu em Ciências da Saúde do Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein e participa como Instrutor em Cirurgia na graduação em Medicina da Faculdade Israelita de Ciências da Saúde Albert Einstein.

Com trabalhos inovadores e de grande relevância na prática clínica recebeu vários prêmios de associações internacionais, como o American Association for the Study of Liver Diseases (AASLD), European Association for the Study of the Liver (EASL) e Internacional Liver Transplantation Society (ILTS). Ainda, recebeu prêmios de reconhecimento de grandes revistas internacionais da área de transplante (American Journal of Transplantation; e Liver Transplantation) pela colaboração com a publicação de artigos que se destacaram entre os trabalhos mais lidos. Desde 2018, tornou-se editor e revisor de revistas médico-científicas internacionais focadas em transplante de fígado e cirurgia hepatobiliar.

Thiago de Azevedo Reis

Graduação em medicina pela Universidade de Brasília – UnB, 2010. Estágio internacional na graduação em 2010 no serviço de Medicina Interna do Hôpital Pitié-Salpêtrière, Université Pierre et Marie Currie, Paris, França. Residência em nefrologia e transplante renal na Universidade Federal de São Paulo/Hospital do Rim – UNIFESP/HRIM, 2015. Estágio internacional na residência médica em 2014 no serviço de Nefrologia e Transplante Renal do Hôpital Saint-Louis, Université Paris Diderot, Paris, França. Nefrologista visitante no Sunderland Royal Hospital, Reino Unido, 2016; Nierenzentrum Heidelberg, Alemanha, 2016; Sheikh Khalifa Medical City – Abu Dhabi, Emirados Árabes Unidos, 2018.

Research Fellow no International Renal Research Institute of Vicenza – IRRIV/Università degli Studi di Padova, Itália, 2020. Pesquisador afiliado na mesma instituição desde setembro de 2020.

Editor do periódico Clinical Nephrology e de Visual Abstracts do Brazilian Journal of Nephrology. Membro do Departamento de Injúria Renal Aguda da Sociedade Brasileira de Nefrologia (SBN), e diretor científico da SBN regional Distrito Federal. Diretor de nefrologia e transplante renal na Clínica de Doenças Renais de Brasília – CDRB.

Até dezembro de 2020 publicou 11 artigos em periódicos internacionais, com destaque para duas publicações na Nature Reviews Nephrology, fator de impacto 20,7 (maior na nefrologia), e uma publicação na The Lancet Respiratory Medicine, fator de impacto 25,1. Possui 448 citações, h-index 5, i10-index 4. Coautor do livro Perguntas e Respostas da SBN, 2019. Fluente em inglês, francês, italiano e espanhol, demonstra engajamento em atividades de ensino nacionais e internacionais com ênfase em injúria renal aguda e purificação sanguínea (membranas de hemodiálise, hemodiafiltração contínua, hemoperfusão, plasmaferese, remoção extracorpórea de dióxido de carbono, oxigenação extracorpórea por membrana e diálise hepática).

Pedro Mario Pan Neto

Pedro Mario Pan é médico psiquiatria e professor adjunto do Departamento de Psiquiatra da Escola Paulista de Medicina – Universidade Federal de São Paulo (EPM-UNIFESP). Foi o primeiro PhD formado pelo programa Tripartite de Pós-graduação em Psiquiatria do Desenvolvimento das universidades UNIFESP/USP/UFRGS. Durante o doutorado atuou como pesquisador (Special Volunteer) no National Institute of Mental Health (NIMH) EUA. É vice-coordenador do Projeto Conexão, do  Instituto Nacional da Psiquiatria do Desenvolvimento (INPD) (http://www.conexaomentesdofuturo.com.br/). Atualmente conduz pesquisas com foco em mecanismos cerebrais associados com a depressão na adolescência. Lidera ações com o objetivo de diminuir o estigma relacionado aos transtornos mentais em adolescentes e adultos jovens no contexto educacional. 

Luiz Henrique Medeiros Geraldo

Possui graduação em Medicina pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ, 2016) e doutorado em Ciências Morfológicas (Neurociência Translacional) pelo Instituto de Ciências Biomédicas da UFRJ (2019) e pela Universidade de Paris pelo Programa de Formação em Pesquisa Médica (MD/PhD), tendo sido aprovado em 1º lugar na seleção de ambos programas. Durante a tese estudou o potencial de macrófagos associados ao Glioblastoma como potenciais alvos anti-angiogênicos e imunoterapêuticos para o tratamento de tumores cerebrais. Durante sua formação foi bolsista da FAPRJ e da CAPES e recebeu diversos prêmios em Congressos Internacionais no Brasil, na França e nos EUA. Durante o Doutorado, também lecionou Anatomia para diversos cursos do Centro de Ciências da Saúde da UFRJ, incluindo Medicina e Enfermagem. Em 2020, recebeu o prêmio Profa. Gerly Brito de Melhor Tese de Doutorado do PCM/ICB.

Depois do Doutorado, foi Basic Research Fellow da Sociedade Europeia de Cardiologia (ESC, 2019-2020) no Centro de Pesquisa Cardiovascular de Paris, Hospital Europeu Georges Pompidou (PARCC, INSERM U970), pesquisando sobre o papel dos macrófagos na angiogênese fisiológica e patológica. 

Atualmente é Pós-doutorando na Faculdade de Medicina na Universidade de Yale (New Haven, CT), trabalhando no Centro de Pesquisa Cardiovascular (YCVRC) em pesquisas sobre o papel dos macrófagos no desenvolvimento de vasos sanguíneos fisiológicos e em contextos tumorais. Publicou 20 artigos e capítulos de livros em Periódicos Internacionais de alto impacto e é inventor de 2 patentes depositadas no escritório Americano de Patentes. É membro da Sociedade Americana de Pesquisa sobre o Câncer (AACR), da Sociedade Americana de Oncologia Clínica (ASCO) e da Sociedade Francesa de Angiogênese e revisor do periódico Cancer Research da AACR.

Karina Tozatto Maio

Possui graduação em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Estadual de Campinas (2004-2009). Realizou residência médica em Clínica Médica (2011-2013) e em Hematologia e Hemoterapia (2013-2015) pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo. Concluiu doutorado em dupla titulação (2015-2019) sobre imunogenética na doença falciforme pela Universidade de São Paulo e pela Université de Paris/ Sorbonne-Paris-Cité, sob orientação das professoras Belinda Pinto Simões no Brasil e Eliane Gluckman na França. É autora de diversos artigos científicos, principalmente sobre doença falciforme. Participou de treinamentos em pesquisa clínica, dentre eles o Clinical Research Training in Hematology da European Hematology Association. Atualmente, é médica assistente do serviço de Hematologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP, atuando junto ao grupo de Anemias e no hospital-dia da Hematologia, e médica pesquisadora do Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa, Hospital Israelita Albert Einstein, onde desenvolve projeto de terapia gênica em anemia falciforme.

Kallene Summer Moreira Vidal

Dra. Kallene Vidal possui graduação em Medicina pela Universidade do Estado do Pará (1998-2004), especialização em oftalmologia (2005-2008),  doutorado em Ciências pela Universidade de São Paulo (2009-2014) e pós doutorado em andamento na área de  neurociências pelo Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo.  

Foi contemplada com a bolsa de estágio de pesquisa  no exterior (BEPE) pela FAPESP,  executada  na Friedrich-Alexander Universität (FAU), Erlangen-Nürnberg, Alemanha (2017-2018).  Além de ter capacitação em pesquisa clínica e clinical trials pela Harvard Medical School, Boston (Principles and Practices of Clinical Research , mar 2010-set 2010).

Sua linha de Pesquisa envolve :

(1) Avaliação psicofísica e eletrofisiológica do sistema visual  através do conceito de “olho como uma janela para o cérebro” para estudar pacientes com distúrbios do neurodesenvolvimento e neurodegenerativos, como bebês afetados pelo vírus Zika, e indivíduos com comprometimento cognitivo leve e doença de Alzheimer.

 (2) Avaliação das vias visuais através de testes psicofísicos e eletrofisiológicos nas doenças oftalmológicas  como glaucoma e degeneração macular relacionada à idade. 

(3) Avaliação da correlação entre ritmos circadianos e a atividade de células ganglionares intrinsecamente fotossensíveis  da retina (iPRGCs)  em doenças oftalmológicas e neurológicas.

João Neves de Medeiros

Médico graduado pela Faculdade de Medicina da UFMG, especialista em Oftalmologia pela Fundação Educacional Lucas Machado (FELUMA), Fellowship em Córnea pelo Hospital São Geraldo/UFMG, Fellowship in Business em Oftalmologia pelo Instituto da Visão – IPEPO.

Pelo especial interesse em gestão, realizou formação complementar com especialização em negócios pela Fundação Dom Cabral, especialização em auditoria médica pela Fundação UNIMED, especialização Principles and Practices in Clinical Research pela T. H. Chan Harvard School of Public Health.

Coordenou implantação do Instituto de Olhos Ciências Médicas de 2010-2014, liderou implantação e coordena o Centro de Oftalmologia e Residência Médica em Oftalmologia do Hospital Evangélico de Belo Horizonte. Tem importante atuação em entidades representativas, tendo sido secretário, tesoureiro e atualmente é vice-presidente da Sociedade Mineira de Oftalmologia, já eleito presidente na gestão 2021-2022. É membro do comitê de saúde suplementar e SUS do Conselho Brasileiro de Oftalmologia desde 2018.

É membro de grupo de trabalho do Ministério da Saúde para revisão da rede nacional de oftalmologia. Atua em pesquisas em saúde pública, tendo participado do Núcleo de Parâmetros do NESCON-UFMG em 2017-2018, com foco na modelagem de redes e no desenvolvimento de modelos assistenciais otimizados.

Daniel Vilarim Araújo

Formado pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB) em 2010. Residência em clínica médica pela Universidade Estadual Paulista (UNESP – Botucatu) de 2011 – 2013, e em oncologia clínica pelo AC Camargo Cancer Center de 2013 – 2016. Foi titular do departamento de oncologia clínica do AC Camargo Cancer Center de 2016 a 2018. Realizou fellowship em desenvolvimento de drogas com ênfase em estudos de fase I e medicina translacional no Princess Margaret Cancer Centre (Toronto – Canadá) de 2018 – 2020.

Recebeu diversos grants, prêmios e reconhecimentos, incluindo o 2020 Young Investigator Award da Conquer Cancer Foundation (CCF) / American Society of Clinical Oncology (ASCO), 2020 Merit Award da ASCO, 2019 David Cornfield Melanoma Fund Award da University of Toronto, 2019 Cancer Genomic Program Grant – Princess Margaret Cancer Centre, 2017 International Development and Educational Award da CCF/ASCO. Foi selecionado para a turma inaugural do Global Oncology Leadership Development Program (GOLD), do Princess Margaret Cancer Centre de 2019 – 2020.  Possui diversos artigos publicados em revistas indexadas e trabalhos apresentados em congressos nacionais e internacionais.

Atualmente é chefe do serviço de oncologia clínica do Hospital de Base de São José do Rio Preto – HB Onco (FUNFARME/FAMERP). Atua no tratamento sistêmico de tumores de pele, cabeça e pescoço e sistema genitourinário. Interesses de pesquisa em biomarcadores de resposta à imunoterapia, biópsia líquida, microbioma intestinal e resposta a tratamentos oncológicos, global oncology e acesso à tratamentos oncológicos no sistema único de saúde.

Antônio Camargo Martins

Antonio Camargo Martins é Médico Infectologista pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) e Sociedade Brasileira de Infectologia, graduado em Medicina pela Universidade Federal do Acre (UFAC). Doutorando em Clínica Médica na UNICAMP. 

Sua formação médica e infectológica tem base tanto na medicina tropical (graduação e atividades científicas realizadas na Amazônia), quanto em infectologia hospitalar e de imunossuprimidos (residência médica e pós-graduação).  Ao longo de sua carreira, desenvolveu atividades ligadas ao ensino, pesquisa e extensão, com foco em infectologia, medicina tropical e educação médica.

Fundador do projeto de extensão Med Aprova (curso preparatório de ingresso universitário), no qual foi professor de biologia durante seis anos, e que se mantém na atualidade como um dos projetos sociais de maior relevância no Acre (Bolsista do CNPq por quatro anos). 

Em 2018 e 2019, foi professor homenageado pela Medicina UNICAMP.

Integrante do projeto de pesquisa “Estabelecimento de Sistema Colaborativo de Referência e Pesquisa para o Diagnóstico de Infecções Fúngicas Resistentes no Brasil e no Japão”.

Atualmente é médico assistente no Hospital das Clínicas da UNICAMP, atuando na Moléstias Infecciosas e Urgência-Emergência Referenciada; nos Ambulatórios de Tuberculose (referência secundária) e HIV do Serviço de Atendimento Especializado – Centro de Testagem e Aconselhamento de Indaiatuba.

Andreia Cristina de Melo

Graduada pela Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Minas Gerais em 2004. Residência em Clínica Médica no Hospital do Instituto de Previdência dos Servidores do Estado de Minas Gerais (IPSEMG) e residência em Oncologia Clínica no Instituto Nacional de Câncer (INCA). Especialização em Pesquisa Clínica. Mestrado e Doutorado em Oncologia pelo INCA.

Servidora do INCA desde julho de 2011 e desde fevereiro de 2016, Chefe da Divisão de Pesquisa Clínica e Desenvolvimento Tecnológico do INCA. Exerce atividade de Docente Permanente da pós-graduação Stricto Sensu em Oncologia do INCA e é professora da disciplina de Oncologia da Faculdade de Medicina da Universidade Estácio de Sá. 

Faz Pesquisa Clínica nas áreas de ginecologia oncológica, melanomas e sarcomas e em 2020 foi agraciada com o prêmio “Para mulheres na Ciência 2020” promovido pela L’Oréal Brasil, Academia Brasileira de Ciências e UNESCO, com seu projeto de pesquisa em melanoma de mucosas.

Foi presidente da Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica Regional Rio de Janeiro (SBOC-RJ) e por duas vezes já foi membro da diretoria nacional da Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica (SBOC). É Diretora de Pesquisa no Grupo Brasileiro de Tumores Ginecológicos (Grupo EVA) e membro da comissão de assuntos internacionais no Grupo Brasileiro de Melanomas (GBM).

Alléxya Affonso Antunes Marcos

Graduação em Medicina pela Faculdade Souza Marques (2013). Médica Oftalmologista formada pelo serviço de Residência Médica (MEC) de Oftalmologia do Instituto Benjamin Constant (2017). Título de Especialista pelo Conselho Brasileiro de Oftalmologia (2017) Fellowship de Retina Clínica Universidade Federal Fluminense (2017) International Council of Ophthalmology – Basic Science (2017); Pós Graduação em Pesquisa Clínica (Principles and Practice of Clinical Research) por Harvard T.H. Chan School of Public Health (2017). Equivalência do Grau Médico – Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, Portugal (2017); Fellowship de Oncologia, Retina e Úvea – Segmento Posterior Escola Paulista de Medicina/ Universidade Federal de São Paulo (2018); Membro Aspirante aprovado por processo seletivo da Sociedade Brasileira de Retina e Vítreo (2019); Aula no curso de pós graduação (nível doutorado) em oftalmologia e ciências visuais Escola Paulista de Medicina/ Universidade Federal de São Paulo (2018 – em andamento).

Marcos Nakamura Pereira

Graduou-se médico em 2005 na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Especializou-se em Obstetrícia e Ginecologia no Instituto Nacional de Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente Fernandes Figueira (IFF) da Fundação Oswaldo Cruz (FIOCRUZ). Permaneceu no IFF para o curso de Mestrado em Saúde da Criança e da Mulher e deu continuidade à sua formação acadêmica na Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP), onde cursou o Doutorado em Epidemiologia em Saúde Pública, concluído em 2017.

Desde o término da residência médica, mantém contínua atividade prática assistencial e didática. Entre 2008 e 2013, foi professor do curso de Obstetrícia da Universidade Gama Filho; de 2012 a 2013, professor substituto de Obstetrícia da UFRJ; e de 2014 a 2015, professor de Obstetrícia da Universidade Estácio de Sá. Em 2012, implantou e foi o primeiro coordenador do serviço de Obstetrícia do Hospital Maternidade Maria Amélia Buarque de Hollanda, que atende anualmente mais de 5.000 partos no município do Rio de Janeiro.

Desde 2017 é vice-presidente da comissão nacional de mortalidade materna da FEBRASGO. Atualmente, é médico do IFF/FIOCRUZ, após aprovação em concurso público, mantendo atividade assistencial e de pesquisa. É integrante do grupo de pesquisa que realizou o inquérito nacional “Nascer no Brasil”. Atualmente colabora outros inquéritos e ensaios clínicos multicêntricos. Até outubro de 2019, publicou 44 artigos em periódicos científicos nacionais e internacionais.

Os artigos de sua autoria ou coautoria apresentam mais de 500 citações nas bases Scopus e Web of Science, resultando em h-index de 14 e 13, respectivamente. Desde a 11ª edição participa ativamente do “Rezende Obstetrícia”, tratado de maior renome da especialidade no Brasil. São de sua lavra 38 capítulos publicados, tanto nas sucessivas edições desse livro, como de outros da especialidade.

Luiz Roisman

Atua na área de oftalmologia, com subespecialidade em Retina Clínica e Cirúrgica. Realizou sua graduação em Medicina na Faculdade de Ciências Médicas da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) de 2001 a 2006.

Após aprovação por concurso, completou sua residência médica em Oftalmologia na Escola Paulista de Medicina da Universidade Federal de São Paulo (EPMUNIFESP) de 2007 a 2009 e subespecializarão em Retina Clínica e Cirúrgica pela mesma instituição, de 2010 a 2013. Associate PhD do setor de Retina no renomado BASCOM PALMER EYE INSTITUTE, UNIVERSITY OF MIAMI. Realizou research fellowship com o Prof Dr
Philip Rosenfeld de 2015 a 2016.

Em tese defendida em 2017 conquistou o título de Doutor em Oftalmologia em Ciências Visuais pela EPM-UNIFESP, com fomento acadêmico/bolsa de doutorado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). Mantém vínculo com a EPM-UNIFESP realizando pesquisas com foco em doenças da mácula e OCT Angiography.

Luiz Fernando dos Reis Falcão

Professor Adjunto e Vice-Chefe da Disciplina de Anestesiologia, Dor e Medicina Intensiva da Escola Paulista de Medicina – Universidade Federal de São Paulo (EPM-UNIFESP). Professor Doutor da Universidade de Lisboa, Portugal. Professor Orientador da Pós-Graduação Stricto Sensu da EPM-UNIFESP.

Chefe do Laboratório Interdisciplinar de Investigação em Cirurgia da UNIFESP. Sócio-Diretor do Grupo de Anestesiologistas Associados Paulista (GAAP). Board of Directors da International Society of Perioperative Care for Obese Patient (ISPCOP). Diretor de Relações Internacionais da Sociedade de Anestesiologia do Estado de São Paulo (SAESP).

Membro da Comissão de Ensino e Treinamento (CET) da Sociedade Brasileira de Anestesiologia (SBA). Responsável pelo CET GAAP. Possui MBA em gestão empresarial pela Fundação GetúlioVargas. Pós-doutorado pela Harvard Medical School. Título Superior de Anestesiologia. Doutorado em Anestesiologia pela EPM-UNIFESP. Título de Especialista pela SBA/AMB. Residência Médica em Anestesiologia pela EPM-UNIFESP. Graduação em Medicina pela EPMUNIFESP.

Foi Chefe do Serviço de Anestesia do HSP/HU da UNIFESP (2014-2018), Vice-Diretor Científico da SAESP (2017), presidente do Comitê de Anestesia Cardiovascular e Torácica do SBA (2016). Presidente da COREME da Rede de Hospitais São Camilo de São Paulo (2015-2016), membro da Comissão Científica da SAESP (2012-2015). Foi preceptor dos residentes de Anestesiologia da EPM-UNIFESP (2011-2012). Coordenador do Curso de Atualização em Emergências Médicas da AMB (2010-2012), Programa de Resposta à Desastres da AMB (2011- 2012), Curso de Reanimação Cardiopulmonar e Cerebral da SAESP (2012) e Comissão de Graduação e das Ligas Acadêmicas de Medicina Intensiva da Associação de Medicina Intensiva Brasileira (2005-2012).

Atualmente tem atuação assistencial como Anestesiologista com enfoque em cirurgia bariátrica e técnicas opióide free, atuação como gestor no GAAP, envolvendo aproximadamente 5.000 procedimentos anestésicos/mês, e atuação acadêmica/científica como pesquisador na EPMUNIFESP na área de ventilação mecânica, fisiologia pulmonar, anestesia regional e desfecho perioperatório.

Júlia Dutra Rossetto

Oftalmologista formada pela Universidade Federal de São Paulo UNIFESP/Escola Paulista de Medicina EPM no Hospital São Paulo e pelo Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO). Especialista nos Setores de Oftalmopediatria e Plástica Ocular da Universidade Federal de São Paulo – UNIFESP / Escola Paulista de Mecina – EPM. Research Fellow no setor de Oftalmologia Pediátrica e Estrabismo de Adulto no Bascom Palmer Eye Institute / Leonard M. Miller School of Medicine, University of Miami. Mestre pela Universidade Federal de São Paulo – UNIFESP / Escola Paulista de Medicina – EPM. Doutora pela Universidade Federal de São Paulo / UNIFESP.

Caio Vinícius Menezes Nunes

Graduou-se em Medicina pela Universidade Federal da Bahia (2009). Radiologista pelo Insituto de Radiologia da Universidade de São Paulo. Fellow em Radiologia do Sistema Músculo Esquelético pelo INRAD-FMUSP (2014).

Líder de produtos na Sanar S.A., startup de educação médica com mais de 30 mil alunos com propósito de revolucionar a forma de aprender medicina no Brasil, com inteligência didática, engajamento do aluno e compartilhamento de conhecimento. A Sanar S.A. possui mais de 200
professores na rede boa parte da USP, UNIFESP, UNICAMP. Estamos em todos os estados da federação e temos alunos em 16 países. Somos a maior plataforma on-line de educação médica do Brasil (SanarFlix).

Bernardo Cunha Senra Barros

Possui graduação em Medicina pela Universidade Gama Filho (2004). Residência Médica em Cirurgia Geral, Cirurgia Vascular e angiologia, EcografiaVascular, todos Pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro – UNIRIO HUGG. Mestrado em Doença Venosa também pela UNIRIO. Aprovado em Concurso Público para médico Cirurgião vascular do Hospital Universitário Pedro Ernesto – UERJ. Título de Especialista pela SBACV – AMB em Cirurgia Vascular. Doutorado em fisiologia e microcirculação – FISCLINEX 2018. Pesquisador associado do BIOVASC-UERJ com ênfase em Microcirculação e doença Venosa. Professor Adjunto da cadeira de Cirurgia Vascular – DECIGE – UNIRIO.

Thiago George Cabral Silva

Graduou-se em medicina (2004) pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), possui mestrado em ciências da saúde (2012) pelo Instituto de Assistência Médica ao Servidor Público Estadual (IAMSPE), localizado em São Paulo, e doutorado em oftalmologia (2017) pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). No exterior, realizou estágio de pós-doutoramento (2015-2016) no Centro Médico da Universidade de Columbia, em Nova Iorque, nos Estados Unidos.

Atua na área de oftalmologia e possui diversas especializações na área: Avaliação Básica para Oftalmologistas (Conselho Internacional de Oftalmologia, EUA, 2007); Especialista em Oftalmologia (Conselho Brasileiro de Oftalmologia, 2008); Avaliação Clínica para Oftalmologistas (Conselho Internacional de Oftalmologia, EUA, 2008); Especialização em Retina Cirúrgica (Hospital do Servidor Público Estadual de São Paulo, 2009); Especialização em Cirurgia Vítrea (Hospital do Servidor Público Estadual de São Paulo, 2010); Especialização em Retina e Vítreo (Universidade de São Paulo, 2011); Especialização em Oncologia Ocular (Universidade Federal de São Paulo, 2011); Especialização em Uveítes e HIV (Universidade Federal de São Paulo, 2011); Especialização em Retina Cirúrgica Tutorial (Hospital do Servidor Público Estadual de São Paulo, 2011); Especialização em Ultrassonografia Oftalmológica (CETRUS, 2015); Especialização em OftalmoGeriatria (Universidade Federal de São Paulo, 2017).

Dentre prêmios e títulos, destacam-se: Prêmio de Educação (2015) e o Prêmio Estudioso Internacional (2017), concedidos pela Academia Americana de Oftalmologia (AAO, na sigla em inglês).

Raffael Massuda

Médico pela Universidade Federal do Paraná. Psiquiatra formado pelo Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA – UFRGS). Doutor em Ciências Médicas: Psiquiatria pela Universidade Federal do Rio Grande do SUl (UFRGS) e Columbia University – USA. Realizou Pós-Doutorado em Psiquiatria pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Atualmente Professor Adjunto do Departamento de Psiquiatria e Medicina Forense da Universidade Federal do Paraná (UFPR) e Professor do Programa de Pós-Graduação em Medicina Interna e Ciências da Saúde da Universidade Federal do Paraná (UFPR). É editor da revista Trends in Psychiatry and Psychoterapy.

Rafael Christophe da Rocha Freire

Possui graduação em medicina pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), concluída em 2002. Fez residência médica no Instituto de Psiquiatria (IPUB) da UFRJ. Concluiu em 2008 o mestrado em psiquiatria pelo IPUB-UFRJ, com bolsa da CAPES. Fez doutorado em psiquiatria no IPUB-UFRJ, concluído em 2012, tendo feito estágio de pesquisa no exterior (doutorado sandwich) na Casa di Cura Villa San Benedetto (Itália), com bolsa da CAPES. Concluiu em 2014 o pós-doutorado em psiquiatria no IPUB-UFRJ, com bolsa do CNPQ.

É professor adjunto da Faculdade de Medicina da UFRJ. É pesquisador do Laboratório do Pânico e Respiração (IPUB-UFRJ). Coordena o Centro Integrado de Pesquisa do IPUB-UFRJ. É editor associado da Revista Brasileira de Psiquiatria. Tem experiência clínica, de pesquisa e de ensino na área da psiquiatria.

Pedro Moreno Pimentel Coelho

Possui graduação em Medicina pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ; 2007) e doutorado em Ciências Morfológicas pelo Instituto de Ciências Biomédicas da UFRJ (2010), através do Programa de Formação em Pesquisa Médica (MD/PhD), tendo recebido menção honrosa no Prêmio Radovan Borojevic de Melhor Tese de Doutorado.

Realizou pós-doutorado no laboratório do Dr. Serge Rivest no CHU de Québec Research Center da Laval University (2010-2013). Atualmente é Professor Adjunto A do Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho da UFRJ, ministrando aulas de Neurofisiologia para graduandos de diferentes cursos da área biomédica e orientando alunos de pós-graduação pelo Programa de Pós-Graduação em Ciências Biológicas (Fisiologia).

É pesquisador associado no Laboratório de Neurobiologia Celular e Molecular do Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho da UFRJ, onde realiza pesquisas nas áreas de Medicina Regenerativa e Neuroinflamação, com ênfase em doenças cerebrovasculares como a encefalopatia hipóxico-isquêmica neonatal. É Jovem Cientista do Nosso Estado (FAPERJ) desde 2018 e atua como 2º Secretário da Associação Brasileira de Terapia Celular (ABTCel) desde 2017.

Marcio Fernandes Chedid

Médico formado na UFRGS. Especialista em Cirurgia Geral e em Cirurgia Oncológica. Cirurgião do Serviço de Cirurgia Digestiva e Transplantes do Hospital de Clínicas de Porto Alegre. Professor Permanente Doutor do Programa de Pós-Graduação em Cirurgia da Faculdade de Medicina da UFRGS. Membro da Academia Nacional de Medicina pelo Programa Jovens
Lideranças Médicas (2018).

Certificado pela ECFMG (EUA). Clinical Fellowship de 30 meses em Cirurgia Abdominal e Transplantes pela Mayo Clinic, Rochester, MN, (EUA). Revisor Científico de periódicos científicos com alto fator de impacto, incluindo American Journal of Transplantation, Transplantation, Digestive Diseases and Sciences, Clinical Transplantation e Annals of Hepatology.

Autor de 44 artigos científicos publicados em revistas nacionais e internacionais. Autor do livro Anatomia Clínica e Cirúrgica do Abdome, publicado pela Editora da UFRGS. Possui expertise nas áreas de Cirurgia Geral, Cirurgia Oncológica e Cirurgia de Transplantes de Fígado, Pâncreas e Rim. Consultório Particular no Hospital Moinhos de Vento.


FONE: (51) 3311-6444, E-mail: marciochedid@hotmail.com].

José Andrade Moura Neto

Graduado pela Escola Baiana de Medicina em 2011. Entre 2012 e 2014, fez Residência em Clínica Médica no Hospital Federal do Andaraí. Residência em Nefrologia no Hospital Universitário Pedro Ernesto, da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (HUPE-UERJ), entre 2014 e 2016.

No ano seguinte, concluiu a Residência em Transplante Renal na mesma instituição e foi aprovado na prova de Título de Especialista em Nefrologia pela Sociedade Brasileira de Nefrologia. Possui MBA em Saúde pela FGV-RJ (2014-2016) – premiado pelo melhor desempenho acadêmico – e Mestrado em Administração pela EBAPE – FGV (2016-2017).

Editor do livro “Renal Replacement Therapy: Controversies and Future Trends” e articulista sobre gestão em saúde na “Revista Visão Hospitalar”, da Federação Brasileira de Hospitais. Atua como Médico Nefrologista e Diretor Médico do Grupo CSB, organização responsável por cerca de 2.000 pacientes em diálise no estado da Bahia e gestão de oito centros de terapia renal substitutiva. Membro do Programa de Jovens Lideranças Médicas da Academia Nacional de Medicina desde 2018.

Fabio Ynoe de Moraes

Possui graduação pela Faculdade de Medicina de Marília (FAMEMA, Marília, SP, Brasil), residência médica em Radio-Oncologia pelo Hospital Sírio-Libanês (São Paulo, Brasil) e título de especialistas pela AMB. Tem treinamento em Medicina Baseada em Evidencias e em NeuroOncologia pelo Instituto de ensino e pesquisa do Hospital Sírio-libanês (São Paulo, Brasil) . É aluno de doutorado em Ciências da Saúde (Técnicas estereotáticas em Radioterapia) no Instituto de Ensino e Pesquisa (IEP) do Hospital Sírio-libanês, (São Paulo, Brasil) sob a orientação da Prof. Heloisa de Andrade Carvalho (FMUSP).

Atualmente é Clinical Research Fellow no Programa de Medicina das Radiações (Radio-Oncologia) na Universidade de Toronto, Princess Margaret Cancer Centre. Também atua como pesquisador translacional no MacFeeters-Hamilton Centre for Neuro-Oncology Research (Universidade de Toronto – Zadeh’s Lab).

Recebeu diversos prêmios e reconhecimentos que incluem: Young Leader’s Award (the Union for International Cancer Control (UICC), Geneve, Suiça), Postgraduate Medical Trainee Leadership Award (Universidade de Toronto), Postgraduate Excellence in Research (Universidade de Toronto, Princess Margaret Cancer Centre), Postgraduate Research Award (Universidade de Toronto), International Association for the Study of Lung Cancer (IASLC) Academy Award, dentre outros. Também atua como coordenador de Radio-Oncologia do programa GlobalRT, (http://globalrt.org/), consultor clinico da Colaboração Cochrane, membro efetivo das forças tarefa da UICC para estadiamneto do câncer (TNM staging system).

Tem experiência e atua com Neuro-Oncologia, tumores torácicos e técnicas de radioterapia ablativas (SRS e SBRT/SSRS), principalmente em lesões do sistema nervoso central, pulmão e coluna.

Fábio Neves Ferreira

Graduou-se em Ciências Médicas da Saúde pela Universidade Iguaçu (2001). Possui mestrado em Medicina (Cirurgia) pela UNIRIO-Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Mestre Médico do Serviço de Cirurgia Geral do Hospital Geral de Ipanema.Membro titular do Colégio Brasileiro de Cirurgiões e da FELAC (Federación Latinoamericana de Cirugía).

Membro da banca examinadora da prova de título de especialista do Colégio Brasileiro de Cirurgiões (2013, 2014, 2015); Membro da equipe cirúrgica do Hospital São Lucas, RJ (2013); Cirurgião da Emergência do Hospital CopaD’Or, RJ (2005); Chefe de equipe de cirurgia do Hospital São Bernardo, RJ (2006/2008); Médico da Secretaria Municipal de Angra dos Reis (2003/2004); Oficial Médico do Exército Brasileiro – Hospital Guarnição de São Gabriel da Cachoeira, AM (2002/2003).

Editor e co-fundador da plataforma de ensino de cirurgia Surgbook. Ênfase em CirurgiaGastroenterológica e vídeo-laparoscopia.

Edmo Atique Gabriel

Graduação em Medicina pela PUC-Campinas. Residência de Cirurgia Geral pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo. Residência em Cirurgia Cardiovascular pela Unifesp. Doutorado e Pós-Doutorado em Cirurgia Cardiovascular pela Unifesp. Especialização de 1 ano em Cirurgia Cardiovascular (Adultos e Crianças) nos Estados Unidos (Harvard Medical School, Cleveland Clinic, University of Miami, University of Pennsylvania, Texas Heart Institute, Lenox Heart Hospital New York City).

Livre-Docente em Cirurgia Cardiovascular pela Unilus Santos. Professor Universitário, Gestão e Coordenação de Curso de Medicina da Unilago São José do Rio Preto/Ex – Avaliador Inep de Cursos de Medicina. Membro de Sociedades de Cardiologia e Cirurgia Cardiovascular Nacionais e Internacionais.

Pesquisador e Consultor nas áreas de Cirurgia Cardiovascular, Acreditação Hospitalar e Organização/Estruturação de Cursos de Medicina. Editor de dois livros internacionais pela Springer (“Principles of lung protection in heart surgery with CPB”; “ Inflammatory response in cardiovascular surgery”).

Camila Vieira Oliveira Carvalho Ventura

Oftalmologista formada pela Fundação Altino Ventura (FAV) e certificada pelo Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO). Doutora em Oftalmologia e Ciências Visuais pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) / Escola Paulista de Medicina (EPM). Especialista em Retina, Oncologia Ocular, Uveítes e Mácula pela UNIFESP/EPM. Realizou estágio de 6 meses em Oftalmologia na Colombia University, NY durante sua formação médica.

Em 2016, realizou um Research Fellowship de 12 meses em Retina Pediátrica no Bascom Palmer Eye Institute (BPEI), Universidade de Miami, FL. Se tornou membro da Associação Americana de Retina e Vítreo (ASRS) e da Sociedade Brasileira de Retina e Vítreo (SBRV) em 2017.

Pesquisadora e Chefe do Departamento de Investigação Científica da FAV. Suas principaiscontribuições para a ciência começaram durante o surto do vírus da Zika no Brasil em 2015, quando relatou pela primeira vez os achados oculares de três bebês afetados pelo vírus na gravidez. Desde então, publicou mais de 20 artigos em revistas internacionais indexadas, escreveu capítulos de livros sobre o tema e palestrou em diversas conferências nacionais e internacionais, inclusive em renomadas organizações como o CDC, NIH e OMS.

Atualmente, colabora com o National Institutes of Health (NIH) em estudos de Zika. Em 2017, recebeu bolsa de estudos da Academia Nacional de Medicina e da Academia Brasileira de Ciências para representar o Brasil como jovem exponente no Program of Young Physician Leaders (YPL) em Berlin, Alemanha.

Bruno Monteiro Tavares Pereira

Dr. Bruno Pereira graduou-se em Medicina em 2003. Especializou-se em Cirurgia Geral (2004 – 2006) com área de atuação em Cirurgia do Trauma (2007). Neste mesmo ano, fez Pós-Graduação em Medicina de Urgência e Emergência (Universidade de Buenos Aires AR).

Entre 2008 – 2010, fez seu Fellowship/ Research em Cirurgia do Trauma/ Terapia Intensiva na Universidade de Miami/ Ryder Trauma Center/ Jackson Memorial Hospital. Lá obteve a oportunidade de aprender também sobre Telemedicina e de trabalhar voluntariamente com o Exército Americano. Atualmente trabalha no Departamento de Cirurgia da Universidade Estadual de Campinas – UNICAMP onde defendeu seu Mestrado em 2012 e seu Doutorado em 2014. Na UNICAMP recebeu 3 homenagens consecutivas dos alunos da graduação de medicina (2014, 2015, 2016). Foi em 2015 que Dr. Bruno recebeu o prêmio Marquis Publication Board por ter contribuído consideravelmente na sociedade em seu campo de atuação.

Dr. Bruno atua também como Professor Titular do Programa de Pós-Graduação da Universidade Vassouras e é coordenador da Pós-Graduação de Medicina de Emergência da Universidade Redentor. Possui atualmente mais de 85 publicações, dentre elas artigos científicos indexados e capítulos de livro. Sobre suas atuações na comunidade, Bruno representa hoje a Sociedade Mundial do Compartimento Abdominal (WSACS 2017-2019) tendo sido o primeiro presidente mais jovem da Sociedade e primeiro presidente da América Latina.

Seu trabalho na WSACS baseia-se em difundir, pesquisar e educar sobre fisiologia, patologias e complicações originárias do compartimento abdominal, temas contemporâneos que vem se tornando cada vez mais do interesse de cirurgiões e intensivistas.

Na América Latina, Dr. Bruno Pereira faz parte da Sociedade Pan Americana de Trauma onde foi durante 5 anos Co-Diretor do Comitê de Desastres desta renomada sociedade. No Brasil, admitiu a presidência do capítulo São Paulo da Sociedade Brasileira de Atendimento Integrado ao Trauma – SBAIT (2017-2019), onde vem implementado em conjunto com a diretoria deste mandato diversas medidas que refletem sobre a sociedade local. Uma destas medidas é a atuação no campo da prevenção de acidentes e trauma publicando guias informativos, chancelados pela SBAIT, para a população leiga em geral. Nestes guias, disponíveis gratuitamente no site da Sociedade a população pode se informar em como se comportar no caso de queimaduras, acidentes de trânsito, acidentes com raios, quedas e etc.


No âmbito da medicina privada, Dr. Bruno Pereira idealizou e criou o primeiro grupo de cirurgiões do Brasil capacitados para atender no cenário de urgência/emergência e trauma. Neste modelo original, não só a consistência técnica seria importante, mas além disso a capacidade de gestão e gerenciamento de qualidade. Atualmente o Grupo Surgical realiza mais de 1700 cirurgias/ano, com índices de qualidade mensurados. Foi também com o Grupo Surgical que esteve envolvido na criação do primeiro centro de Trauma privado da região metropolitana de Campinas em associação ao Grupo Américas.


A contemplação do título de Jovens Lideranças Médicas pela Academia Nacional de Medicina vem certamente acompanhada de muitos desafios e metas a serem cumpridas, motivo de honra para o Dr. Bruno e oportunidade para buscar projetos ainda maiores que reflitam no bem estar da comunidade. Prof. Dr. Bruno M Pereira, possui como áreas de interesse: Cirurgia do Trauma, Novidades na área de Trauma, Medicina de Urgência e Emergência, Elementos de Coagulação, Medicina de Guerra, Treinamento em Cirurgia do Trauma, Terapia Intensiva, Educação Médica, Processo de decisão crítica e tomada de decisão em cenário adverso.

Antônio Rodrigues Braga Neto

Antonio Braga graduou-se em Medicina (2004), especializou-se em Ginecologia e Obstetrícia (2005-2006) com título de especialista conferido pela FEBRASGO / AMB, sendo plasmado Obstetra pelo Professor Jorge de Rezende e Professor Paulo Belfort.

Galgou todos os pré-requisitos da vida universitária na Universidade Estadual Paulista, sob a orientação da Professora Izildinha Maestá e Professora Marilza Rudge, onde, em menos de uma década, conquistou seu Mestrado em Obstetrícia (2007), Doutorado em Obstetrícia (2009), dois Pós-Doutorados (o primeiro pelo Departamento de Ginecologia e Obstetrícia entre 2010-2012, e o segundo pelo Programa de Pós-Graduação em Ginecologia, Obstetrícia e Mastologia entre 2012-2015) e sua Livre Docência em Obstetrícia (2016).

Foi convidado a expandir seus estudos no exterior, realizando outros dois Pós-Doutorados (o primeiro na Harvard Medical School / Brigham and Women’s Hospital / New England Trophoblastic Disease Center, em 2010, sob Supervisão do Professor Ross Berkowitz e Professor Donald Goldstein, e o segundo no Imperial College School of Medicine / Charing Cross Hospital / Charing Cross Trophoblastic Disease Center, em 2012, sob Supervisão do Professor Michael Seckl, então Presidente da International Society for the Study of Trophoblastic Disease).

Professa o Magistério Superior na Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e na Faculdade de Medicina da Universidade Federal Fluminense (UFF), onde é Professor de Obstetrícia, e Coordenador da Linha de Cuidado da Mulher com Doença Trofoblástica Gestacional, tanto na Maternidade Escola da UFRJ, quanto no Hospital Universitário Antonio Pedro da UFF. Nessas instituições, tem-se dedicado ao ensino médico na graduação, na formação de novos especialistas em Ginecologia e Obstetrícia, envolvido na formação de médicos residentes, além de ser Professor credenciado em Programas de Pós-graduação Stricto Senso (Mestrado e Doutorado) na UFRJ e na UFF, demais de supervisionar projetos de Pós-Doutorado.

Dr. Antonio Braga é reconhecido nacional e internacionalmente pelo tratamento de mulheres com Doença Trofoblástica Gestacional (mola hidatiforme e neoplasia trofoblástica gestacional, em seus aspectos etiopatogênicos, clínico e terapêutico, incluindo Medicina Translacional), sendo Líder do Núcleo de Estudos em Doença Trofoblástica do Diretório dos Grupos de Pesquisa do CNPq, e responsável pelo Brazilian Network for Gestational Trophoblastic Disease Study Group. Tem intensa atividade associativistas, sendo Presidente da Comissão Nacional Especializada em Doença Trofoblástica Gestacional da FEBRASGO (quadriênio 2016- 2019), Diretor da Associação de Ginecologia e Obstetrícia do Rio de Janeiro (Presidente da Comissão Especializada em Doença Trofoblástica triênio 2013-2016, reeleito para o triênio 2016-2019), Membro Fundador e Diretor da Sociedade Brasileira de Doença Trofoblástica Gestacional (biênio 2014-2016, reeleito para o biênio 2016-2018), além de membro titular da International Society for the Study of Trophoblastic Disease. Sua expertise o credenciou para compor a Câmara Técnica de Ginecologia e Obstetrícia do
Conselho Regional de Medicina do Estado do Rio de Janeiro.

Com um apurado humanismo, cultiva ainda o estudo da História da Medicina, tendo sido eleito Presidente da Sociedade Brasileira de História da Medicina (triênio 2014-2016), além de ter fundado e sido eleito Secretário Executivo do Capítulo do Estado do Rio de Janeiro da Sociedade Brasileira de História da Medicina (biênio 2007-2009, reeleito 2010-2012), demais de atuar como docente na Disciplina de Aproximação à Prática Médica da Universidade Severino Sombra, onde ensina temas ligados à ética médica e relação médico paciente.

É Acadêmico Titular da Cadeira 19 (Patronímica do Professor Fernando Magalhães, o Príncipe da Obstetrícia no Brasil), na Academia Brasileira de Médicos Escritores, onde prima pela cultura médica e pela tradição hipocrática.

Paulo Henrique Rosado de Castro

Possui graduação em Medicina pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2010), doutorado em Medicina (Radiologia) pela Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio de Janeiro (2013) através do Programa de Formação em Pesquisa Médica (MD/PhD), tendo recebido o Prêmio CAPES de Tese em 2014. Realizou o pós-doutorado pelo Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho da Universidade Federal do Rio de Janeiro (2014) e residência médica em Medicina Nuclear pelo Instituto Nacional de Câncer (2015).

Atualmente é Professor Adjunto do Programa de Graduação em Anatomia do Instituto de Ciências Biomédicas e do Programa de Pós-Graduação em Medicina (Radiologia) da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio de Janeiro (conceito 6 na CAPES). Pesquisador do Laboratório de Processamento de Imagens e do Laboratório de Neurobiologia Celular e Molecular da Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Membro do corpo editorial dos periódicos Frontiers in Neurology e Frontiers in Pediatrics e revisor dos periódicos Plos One, Stem Cells and Development, Cytotherapy, Molecular Imaging and Biology, Radiologia Brasileira, Neuroimmunomodulation e Frontiers in Neurology. Publicou 24 artigos científicos completos em periódicos internacionais (índice H=10) e 4 capítulos de livro no Brasil e no exterior. Tem experiência na área de Medicina, com ênfase nos seguintes temas: medicina nuclear, anatomia, pesquisas translacionais e terapias celulares.

Ives Cavalcante Passos

Professor Adjunto do Departamento de Psiquiatria e Medicina Legal da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Concluiu o programa de residência médica em Psiquiatria no Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA/UFRGS) em janeiro de 2014. Doutor em Psiquiatria pela UFRGS. Pós-doutor pela University of Texas Health Science Center at Houston (UTHealth), EUA. É pesquisador do Laboratório de Psiquiatria Molecular da UFRGS. Desenvolve pesquisas nas seguintes áreas da psiquiatria: transtorno bipolar, transtorno do estresse postraumático, suicídio e neuroinflamação. Tem experiências com técnicas de análise de big data, como o machine learning, e estudos com neuroimagem.

Bruno Deltreggia Benites

Graduação em Medicina pela Universidade Estadual de Campinas (2007), Residência Médica em Clínica Médica concluída em 2010 no Hospital de Clínicas UNICAMP e Residência Médica em Hematologia e Hemoterapia concluída em 2012 no Centro de Hematologia e Hemoterapia de Campinas (UNICAMP), durante a qual realizou estágio no Hospital de La Santa Creu i Sant Pau, Barcelona, na área de Hemostasia e Trombose, sob supervisão do Prof. Juan Carles Souto.

Desde 2013, após efetivação por concurso público, atua como médico assistente e preceptor de médicos residentes na Divisão de Hemoterapia do Hemocentro UNICAMP, e também como responsável técnico da Agência Transfusional do Hospital Celso Pierro (PUCC), assumindo o cargo de Supervisor desta unidade em dezembro de 2015. Nessa instituição, atua também como docente no Ambulatório de Hematologia, supervisionando acadêmicos da Faculdade de Medicina em atividades teórico-práticas.

Desde a graduação, atua em projetos depesquisa, tendo iniciado sua iniciação científica com estudos de biologia molecular em neoplasias hematológicas, sob a supervisão da Profa. Sara Saad, tendo sido bolsista PIBIC/CNPq e FAPESP. Contemplado com o Prêmio de Melhor Trabalho da Área de Saúde do XII e XIII Congresso Interno de Iniciação Cientifica da UNICAMP, em 2004 e 2005.

Nos últimos anos, participou de projetos de pesquisa básica e clínica no Laboratório de Biologia Molecular e Celular do Hemocentro UNICAMP, no campo das hemoglobinopatias, terapia transfusional, quelação de ferro e síndromes mielodisplásicas, que resultaram em diversos artigos científicos publicados em revistas indexadas internacionalmente. Atualmente, coordena projeto de pesquisa para desenvolvimento de vacinas no tratamento adjuvante de neoplasias hematológicas e tumores sólidos, após estágio de treinamento em imunoterapia realizado em 2014 na Universidade de Antuerpia, Bélgica.

Atua também como revisor de periódicos internacionais (International Blood Research & Reviews; Journal of Hematology, Blood Transfusion & Disorders; International Journal of Biochemistry Research and Review; Nature Scientific Reports) e membro do corpo editorial de British Journal of Medicine and Medical Research.

Almir Galvão Vieira Bittencourt

Médico formado pela Faculdade de Medicina da Bahia – Universidade Federal da Bahia (2007). Residência Médica em Radiologia e Diagnóstico por Imagem (2010) e Fellow em Imagem da Mama (2011) no AC Camargo Cancer Center (SP). Possui título de especialista em Radiologia e Diagnóstico por Imagem pelo Colégio Brasileiro de Radiologia. Doutor em Oncologia pela Fundação Antônio Prudente – AC Camargo Câncer Center. Orientador do Curso de Pós-Graduação em Ciências da Fundação Antônio Prudente – Área de Oncologia.

Atualmente atua como médico e pesquisador nos seguintes temas: Diagnóstico por Imagem, Oncologia, Radiologia Intervencionista, Imagem da Mama, Ultrassonografia, Tomografia Computadorizada, Ressonância Magnética e PETCT.

Yuri Chaves Martins

Residente de anestesiologia do Massachusetts General Hospital. Foi interno de Medicina Interna do New York Medical College (Westchester Medical Center) em Nova York, pós-doutorando do Albert Einstein College of Medicine (NY-USA) e aluno do programa MD/PhD da Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Participou do Programa de Iniciação Científica (PIBIC) e do Programa de Vocação Científica (PROVOC) da Fundação Oswaldo Cruz. Tem experiência na área de Imunologia, com ênfase em Imunologia da malária.

Rodrigo Oliva Perez

Possui graduação em Medicina pela Universidade de São Paulo (1998) e Doutorado em Medicina (Clínica Cirúrgica) pela Universidade de São Paulo (2006). Em 2010 completou seu Pós-doutorado sobre o uso do PET/CT na avaliação da resposta do câncer de reto ao tratamento neoadjuvante com CRT.

Tem experiência na área de Medicina, com ênfase em Cirurgia Gastroenterologia, com produção científica concentrada em neoplasias do aparelho digestivo. Atualmente desenvolve projeto de pesquisa (Programa Jovem Pesquisador – FAPESP) relacionada aos mecanismos moleculares de resistência do câncer do reto ao tratamento neoadjuvante com QRT.

Ricardo Mingarini Terra

Graduação em Medicina pela Universidade de São Paulo (USP) em 1999. Fez residência médica em cirurgia geral e em cirurgia torácica no Hospital das Clinicas da Faculdade de Medicina da USP no período de 2000 a 2003. Defendeu doutorado no programa de Cirurgia Torácica e Cardiovascular da Faculdade de Medicina da USP em 2008 e concluiu mestrado na Universidade Harvard em 2012. Foi aprovado em Concurso de Livredocência em Cirurgia Torácica na Faculdade de Medicina da USP em 2015. Foi contratado como médico assistente do Serviço de Cirurgia Torácica do Instituto do Coração (InCor/FMUSP) em 2006 e do Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (ICESP) em 2009. Desde então coordena os Grupos de Cirurgia Torácica Oncológica e de Doenças Pleurais de ambas as instituições.

Foi contratado como Professor Doutor de Cirurgia Torácica (MS-3) da Faculdade de Medicina USP em 2013 e atualmente ocupa o cargo de Professor Associado (MS-5). Tem ampla atividade associativa, tendo ocupado o cargo de Presidente do Departamento de Cirurgia Torácica da Sociedade Paulista de Pneumologia e Tisiologia (2012-2014) e, desde 2015, é Diretor Científico da Sociedade Brasileira de Cirurgia Torácica onde implantou o Banco de Dados Brasileiro e o curso unificado de treinamento de residentes em cirurgia minimamente invasiva, além de estabelecer diversas parcerias com sociedades internacionais. Suas áreas de atuação e pesquisa focam em oncologia torácica (em especial câncer de pulmão e derrame pleural neoplásico) e cirurgia minimamente invasiva (videotoracosocopia e cirugia robótica), tendo mais de 55 artigos publicados em periódicos indexados no Pubmed.

Rafael Silva Duarte

Rafael Silva Duarte MD, PhD, possui graduação em Medicina pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) em 2013, e também Bacharelado em Microbiologia e Imunologia (1997), mestrado em Ciências (Microbiologia) (2000) e doutorado em Ciências (Microbiologia) (2004) pela UFRJ.

Atualmente é Professor Associado da Universidade Federal do Rio de Janeiro no departamento de Microbiologia Médica, atuando no laboratório de Micobactérias.

O pesquisador apresenta ampla experiência na área de Microbiologia Médica, com atividade atual voltada para Micobacteriologia e Infectologia, atuando, junto com os profissionais do laboratório, principalmente nos seguintes temas: caracterização de marcadores bioepidemiológicos de micobactérias de importância médica, veterinária e ambiental; avaliação fenotípica e genotípica da susceptibilidade de micobactérias a antimicrobianos de uso terapêutico e saneantes aplicados nos diferentes níveis de desinfecção; caracterização da produção de micobacteriocinas em micobactérias; caracterização da fisiologia do processo de latência/dormência em micobactérias; epidemiologia molecular de bactérias de interesse médico e taxonomia bacteriana; caracterização fenotípica e genotípica de cocos grampositivos de importância médica e veterinária.

Pedro Martins Pereira Kurtz

Possui graduação em Medicina pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2003), título de especialista em Medicina Intensiva pela AMIB (2009) e Masters of Science in Biostatistics and Clinical Research pela Mailman School of Public Health at Columbia University, New York (2009).

Atualmente cursa o programa de doutorado do Instituto de Pesquisa Clínica Evandro Chagas (IPEC) da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e é médico supervisor da UTI neurológica do Instituto Estadual do Cérebro Paulo Niemeyer.

Otávio Berwanger

Possui graduação em medicina pela Fundação Faculdade Federal de Ciências Médicas de Porto Alegre, residência em medicina interna pelo Hospital de Clínicas de Porto Alegre, doutorado em epidemiologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2005) e pós-doutorado em epidemiologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2007).

Atualmente é diretor do Instituto de Ensino e Pesquisa do HCor – Hospital do Coração de São Paulo-SP e professor colaborador da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Tem experiência na área de Medicina, com ênfase em Medicina Baseada em Evidências, Epidemiologia Clínica e Pesquisa Clínica na área cardiovascular.

Milena Bastos Brito

Professora Adjunta da Disciplina de Ginecologia e Obstetrícia na Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública. Na mesma instituição é Professora Permanente dos Programas de Pós-Graduação Stritu Sensu – Mestrado em Tecnologias em Saúde e Medicina e Saúde Humana, atuando na linha de pesquisa de Saúde da Mulher e tecnologias aplicadas à saúde, com ênfase em contracepção.

Professora Assistente do Departamento de Ginecologia, Obstetrícia e Reprodução Humana da Faculdade de Medicina da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Membro do Programa jovens lideranças médicas da Academia Nacional de Medicina, desde 2015. Consultora da Secretaria Municipal de Salvador e da Secretaria Estadual de Saúde da Bahia sobre planejamento reprodutivo.

Fez residência médica em Ginecologia e Obstetrícia pela UFBA, com especialização posterior em Ginecologia Endócrina e Reprodução Humana na Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto – Universidade de São Paulo (FMRP-USP). Obteve Título de Especialista em Ginecologia e Obstetrícia pela Federação Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia (FEBRASGO) em 2006. É mestre e doutora pelo Departamento de Ginecologia e Obstetrícia da FMRP-USP. Atua como Pesquisadora Associada junto ao Departamento de Ginecologia da FMRP-USP. Tem experiência na área de Ginecologia e Obstetrícia, com ênfase em Contracepção, Reprodução Humana, Ginecologia Endócrina.

Marcos Lopes de Miranda

Graduação em Medicina pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Especialista em Medicina Intensiva pela CNRM/MEC e AMIB. Especialista em Anestesiologia pela CNRM/MEC e SBA. Mestre em Fisiopatologia Clínica e Experimental pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Doutorando em Fisiopatologia Clínica e Experimental pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Professor Assistente de Medicina Intensiva da Faculdade de Ciências Médicas da Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

Marcia Elisabete Morita

Possui graduação em Medicina pela Universidade Estadual de Campinas (2002) e doutorado em Fisiopatologia Médica pela Universidade Estadual de Campinas (2012).

Atualmente atua como médica neurologista do Serviço de Epilepsia e
Eletroencefalografia da Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Estadual de Campinas. Atua principalmente nos seguintes temas: Epilepsia, Neuroimagem e Neurofisiologia.

Realizou em 2005 estágio em Epilepsia na McGill University (Montreal, Canadá) e em 2010 doutorado sanduíche (observer fellowship) no Massachussets General Hospital-MGH, Harvard Medical School (Boston, EUA).

Luciano Drager

Diretor da Unidade de Hipertensão da Disciplina de Nefrologia da FMUSP. Professor Associado do Departamento de Clínica Médica da FMU-SP (Livre-Docência pelo Departamento de Cardiopneumologia). Pós-Doutorado pela John Hopkins University, USA (2009-2011).

Doutor em Ciências pela FMU-SP (2007). Orientador permanente da Pós-graduação da Cardiologia e da Nefrologia da FMUSP. Médico Assistente da Unidade de Hipertensão do Instituto do Coração (InCor), HCFMUSP. Desenvolve desde 2003 pesquisas na área das consequências cardiovasculares dos distúrbios do sono. Recebeu diversos prêmios entre eles o prêmio de Jovem Investigador pela American Thoracic Society (James B Skatrud New Investigator Award, 2011) e o InterAcademy Medical Panel Young Physician Leader (2012).

É Membro do Corpo Editorial dos Periódicos Científicos CHEST e Current Hypertension Reports. Investigador principal do estudo epidemiológico que está avaliando distúrbios do sono na Coorte do Estudo Longitudinal de Saúde do Adulto (ELSA) e co-investigador de estudos multicêntricos nacionais e internacionais que avaliam o impacto do tratamento da apneia obstrutiva do sono nas doenças cardiovasculares tais como os estudos MORPHEOS, PAFOS e SAVE. Possui cerca de 107 artigos publicados em revistas indexadas que receberam mais de 2300 citações (índice H de 25, Web of Science).

Leonardo Vieira Neto

Possui graduação em Medicina pela Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio de Janeiro (2001); Residência Médica em Endocrinologia e Metabologia pelo Hospital Universitário Clementino Fraga Filho/Universidade Federal do Rio de Janeiro (2005); Mestre em Endocrinologia pela Pós-graduação de Endocrinologia da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio de Janeiro (2007); Doutor em Endocrinologia pela Pós-graduação de Endocrinologia da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio de Janeiro (2011).

Atua como Médico Endocrinologista e Coordenador do Programa de Residência Médica em Endocrinologia do Hospital Federal da Lagoa e Professor Adjunto de Endocrinologia do Departamento de Clínica Médica da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Tem experiência na área de Medicina, com ênfase em Endocrinologia, atuando principalmente nos seguintes temas: neuroendocrinologia, distúrbios da adrenal e metabolismo ósseo.

Jonas Alex Morales Saute

Médico do Serviço de Genética Médica do Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA) Neurogenética. Graduação em Medicina (2008) pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Residência Médica em Neurologia, HCPA (2012). Capacitação em Neurogenética pelo Serviço de Genética Médica do HCPA (2013). Doutor em Medicina pelo Programa de Pós-Graduação em Ciências Médicas da UFRGS (2013). Especialista em Genética Médica pela Sociedade Brasileira de Genética Médica (2015). Participante do grupo de pesquisa em Neurogenética da UFRGS e coordenador do ambulatório de genética das doenças neuromusculares do HCPA.

Atua principalmente nos seguintes temas: estudos de biomarcadores, história natural e tratamentos de distúrbios do movimento e doenças neuromusculares hereditárias, particularmente as paraparesias espásticas hereditárias, ataxias espinocerebelares e distrofias musculares. Autor de 36 artigos publicados em periódicos nacionais e internacionais, incluindo periódicos de alto fator de impacto como Lancet Neurology, Annals of Neurology, Nature Neurology Reviews e Movement Disorders.

Ivan Rocha Ferreira da Silva

Graduação em Medicina pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), Doutorado em neurociências pela Universidade Federal Fluminense (UFF). Residência médica em clínica médica pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), Residência em Neurologia pela Universidade Federal Fluminense (UFF), Residência em terapia intensiva neurológica pela Cleveland Clinic Foundation.

Título de Especialista em terapia intensiva pela AMIB, Pesquisador Visitante da unidade de pesquisas clínicas em neurologia da Universidade Federal Fluminense (UFF), Pesquisador do grupo de pesquisa em terapia intensiva da Fundação Oswaldo cruz (Fiocruz). Coordenador da unidade neurointensiva do Hospital das Américas.

Isabela Werneck da Cunha

Possui graduação em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais (1999). Residência médica em Anatomia Patológica pelo AC Camargo câncer Center em São Paulo, e doutora em Oncologia pela Fundação Antônio Prudente.

Atualmente é médica patologista do AC Camargo Câncer Center, sendo responsável pelos departamentos de Patologia molecular aplicada ao diagnóstico oncológico e uropatologia. Fez vários estágios em instituições internacionais dentre elas, Mayo Clinic – USA, Harvard – USA, Johns Hopkins – USA, e NIH – USA. É orientadora da pós-graduação da Fundação Antônio Prudente – AC Camargo Cancer Center, na área de oncologia. É pesquisadora da mesma instituição sendo autora de mais de 100 trabalhos publicados em revistas nacionais e internacionais. É frequentemente convidada como palestrante em eventos nacionais e internacionais nas áreas de patologia e oncologia, tendo mais de 200 aulas/palestras em seu currículo em diversos países.

Filippo Pinto e Vairo

Possui graduação em Medicina pela Universidade Federal do Paraná e Residência Médica em Genética Médica pelo Hospital de Clínicas de Porto Alegre. Título de especialista em Genética Médica pela Sociedade Brasileira de Genética Médica. Mestrado em Ciências Médicas pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Doutorado em Genética e Biologia Molecular pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. É médico geneticista do Hospital de Clínicas de Porto Alegre. Editor assistente do Journal of Inborn Errors of Metabolism and Screening.

Atualmente participa de grupos de pesquisa na área de Genética Clínica. Tem experiência na área de Genética, com ênfase em Genética Humana e Médica, atuando principalmente nos seguintes temas: Erros inatos do metabolismo, Doenças Lisossômicas, Doença de Gaucher, Doença de Fabry.

Fernanda Ferreira Cruz

Pós Doutoranda (Bolsa de Atração Jovens Talentos – categoria A) vinculada ao Laboratório de Investigação Pulmonar, Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho (IBCCF), da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Pós-doutorado no exterior, de 2013 a 2014, vinculada ao Laboratório do Dr Daniel Weiss, Vermont Lung Center, College of Medicine, University of Vermont, EUA. Doutora em Ciências Biológicas (Fisiologia), IBCCF, UFRJ (2013).

Médica graduada pela Faculdade de Medicina da UFRJ (2011/02). Tem experiência na área de Fisiologia, com ênfase em Fisiologia da Respiração. Atua principalmente nos seguintes temas: bioengenharia pulmonar, terapia celular ou subcelular, terapia farmacologica, imunologia, asma alérgica, enfisema pulmonar, silicose, SDRA.

Eduardo Novais

Oftalmologista formado pela Faculdade de Ciências Médicas – Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) e pelo Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO). Especialista em retina clínica & cirúrgica e mácula pela Universidade Federal de São Paulo – UNIFESP / Escola Paulista de Medicina – EPM.

Durante sua formação médica e oftalmológica frequentou renomados cursos e serviços como o Jackson Memorial Hospital – Miami / FL, Curso Guillermo Picó Santiago – Puerto Rico, e o The Henry C. Witelson Ocular Pathology Laboratory com Dr. Miguel Burnier na McGill University Montreal / QC. Fez parte do grupo de pesquisa em retina através do uso de Tomografia de Coerência Óptica (OCT) junto às equipes do Dr. Jay S. Duker no New England Eye Center – TUFTS University, e do Dr. James Fujimoto no MIT, em Boston (EUA). Suas pesquisas envolvem diversas doenças retinianas como Degeneração Macular Relacionada à Idade (DMRI), Retinopatia Diabética e Oclusões Venosas, através do uso de novos protótipos de OCT, capazes de avaliar os vasos da retina e coróide sem a utilização de contraste (OCT-Angiography).

Atualmente é membro da equipe de pesquisa clínica em oftalmologia da Universidade Federal de São Paulo/Escola Paulista de Medicina, liderada pelo Prof. Dr. Rubens Belfort Jr. e Profa. Dra. Cristina Muccioli, membro da Academia Brasileira de Oftalmologia (ABO), da Sociedade Brasileira de Retina & Vítreo e do programa “Jovens Lideranças Médicas” da Academia Nacional de Medicina. Possui tese de doutorado em andamento na Universidade Federal de São Paulo – UNIFESP / Escola Paulista de Medicina – EPM e Postdoctoral research no New England Eye Center at Tufts University em Boston (EUA).

Christian Kieling

Professor de Psiquiatria da Infância e da Adolescência da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Fundou e dirige o Programa de Depressão na Infância e na Adolescência (ProDIA) do Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA). É co-investigador principal do consórcio internacional IDEA (Identifying Depression Early in Adolescence), uma rede de pesquisadores África do Sul – Brasil – Estados Unidos – Nepal – Nigéria – Reino Unido. Integra a Lancet – World Psychiatric Association Commission on Depression e exerce a função de International Editor-At-Large para o Journal of the American Academy of Child and Adolescent Psychiatry (JAACAP).

Caio Vinicius Saito Regatieri

Possui graduação em Medicina pela Universidade Federal de São Paulo (2004), Residência Médica em Oftalmologia pela UNIFESP (2007), especialização em Retina no Departamento de Oftalmologia da UNIFESP. Possui Doutorado pela UNIFESP (2010) e pós-doutorado em Oftalmologia pela Harvard Medical School (Schepens Eye Reasearch Institute) e pela Tufts Medical School.

Atualmente é Professor Assistente Adjunto do Departamento de Oftalmologia da Tufts Medical School. Na UNIFESP é Chefe do Ambulatório de Retinopatia Diabética, e orientador do Programa de Pós-graduação em Oftalmologia e Ciências Visuais. É também Diretor Executivo da UPO Oftalmologia. É membro afiliado da Academia Brasileira de Ciências e membro da Academia Nacional de Medicina.

As principais áreas de interesse são: cirurgia vitreo retiniana, tratamento de doenças degenerativas da retina com medicamentos anti-angiogênicos e com células tronco de retina. Além disso tem como interesse o desenvolvimento de novas tecnologias de imagem para visualização de retina como a tomografia de coerência ótica (SD-OCT).

Bruno de Bezerril Andrade

Possui graduação em Medicina pela Universidade Federal da Bahia (2006) e doutorado em Patologia Humana pela Universidade Federal da Bahia e Fundação Oswaldo Cruz (2010). Realizou pós-doutorado no Laboratory of Parasitic Diseases, National Institutes of Health, Estados Unidos da América (Clinical Research Fellow: 2010-2014).

Desde de 2014, é Pesquisador Assistente da Fundação Oswaldo Cruz-Bahia e Pesquisador do Instituto Brasileiro para a Investigação da Tuberculose (IBIT), Fundação José Silveira. Mantém posição de pesquisador associado do National Institutes of Health. Em 2015, tornou-se professor titular de patologia humana e medicina diagnóstica na Faculdade de Tecnologia e Ciências, Salvador-BA e professor adjunto da Universidade da Cidade do
Cabo, na África do Sul.

Tem experiência na área de estudos clínicos multicêntricos em
Imunologia humana, com ênfase em Imunorregulação, e medicina preditiva baseada em bioestatística multidimensional. Atua realizando estudos imunológicos, epidemiológicos e de intervenção clínica (clinical trials) em doenças como tuberculose, HIV, malária e leishmaniose.

Ary Gadelha de Alencar Araripe Neto

Possui graduação em Medicina pela Faculdade de Medicina pela Universidade Federal do Ceará (2004). Residência em Psiquiatria pela Universidade Federal de São Paulo (2007). Área de atuação em Psicoterapia (2008). Doutorado concluído pelo Departamento de Psiquiatria da UNIFESP (2014) e contemplado com o Prêmio Capes de Tese na área Medicina II. Coordenador Geral do Programa de Esquizofrenia da UNIFESP (PROESQ). Coordenador Científico do Programa de Reconhecimento e Intervenção em Estados Mentais de Risco (PRISMA). Doutorado concluído pelo Departamento de Psiquiatria da UNIFESP (2014).

Orientador credenciado pela pós-graduação do Departamento de Psiquiatria da UNIFESP. Pesquisador e Coordenador da área de Psicopatologia do Instituto Nacional de Psiquiatria do Desenvolvimento.

Arthur Fernandes Cortez

Graduação em Medicina pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro-UNIRIO(2007) e residência médica pela mesma Universidade (2008 a 2010). Complementando sua formação em Medicina Interna, fez residência médica e mestrado em Clinica Médica no Hospital Universitário Clementino Fraga Filho- UFRJ.

Atualmente é professor universitário de Clínica Médica e Nutrologia da UNIRIO, lotado na Escola de Medicina e Cirurgia/Hospital Universitário Gaffrée e Guinle (HUGG). Pós-graduado em Nutrologia pela ABRAN, promove pesquisa clínica na área de nutrologia, atuando na equipe multidisciplinar de terapia nutricional do HUGG.

Ainda no HUGG, contribui para a Comissão de Cuidados Paliativos em visitas clínicas e pareceres. Exerce atribuições na rotina da UTI do Hospital Panamericano e no quadro efetivo de clinica médica do Hospital Universitário Clementino Fraga Filho- UFRJ, onde participa de pesquisa clínica e doutorado com enfoque em hipertensão arterial resistente.

Antonio Lucio Teixeira Junior

Graduação em Medicina (1992-1997) pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Realizou as residências médicas de psiquiatria (1998-2000), de clínica médica (2000-2001), como pré-requisito, e de neurologia (2001-2003) no Hospital das Clínicas da UFMG. Paralelamente à formação clínica, realizou mestrado (1999-2000) e doutorado (2002-2004) em Biologia Celular no Instituto de Ciências Biológicas (ICB) da UFMG.


Em 2011, defendeu Livre-Docência em Psiquiatria na Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Desde 2004 é professor de clínica médica e de neurologia da Faculdade de Medicina (FM) da UFMG, onde coordena o Laboratório Interdisciplinar de Investigação Médica. Possui experiência clínica em medicina interna, neurologia e psiquiatria. Desenvolve pesquisas em neuropsiquiatria, psiconeuroimunologia e biomarcadores.

Foi coordenador do Serviço de Neurologia do Hospital das Clínicas da UFMG (2007-2011), subcoordenador do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde: Infectologia e Medicina Tropical da FM-UFMG (2007-2009), subcoordenador do Programa de Pós-Graduação em Neurociências do ICB-UFMG (2009-2013), subcoordenador do Comitê de Ética em Pesquisa da UFMG (2007-2014). Integrou a Academia Brasileira de Ciências como membro afiliado (2008-2013). Cursou residência pós-doutoral no Laboratório de Imunofarmacologia do ICB/UFMG (2004) e no Instituto de Estudos Avançados Transdisciplinares da UFMG (2013-2014)

André Russowsky Brunoni

Possui graduação em Medicina e residências em Clínica Médica (2005-2007) e Psiquiatria (2007-2010) pela Faculdade de Medicina da USP. Fez Doutorado em Neurociências e Comportamento pelo Instituto de Psicologia da USP (2010-2012). Realizou Doutorado Sanduíche na Harvard Medical School (Boston, EUA).

Atualmente é Diretor do Serviço Interdisciplinar de Neuromodulação / Estimulação Magnética Transcraniana do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da FMUSP, Coordenador do Centro Interdisciplinar de Neuromodulação Aplicada do Hospital Universitário da USP, pesquisador do Centro de Pesquisas Clínicas e Epidemiológicas e do Estudo Longitudinal de Saúde do Adulto (ELSA) e médico assistente do HU-USP.


Recebe um Auxílio Financeiro da FAPESP “Jovens Pesquisadores em Centros Emergentes” (2012/20911-5), também um Grant Young Investigator NARSAD 2013 e um auxílio a fomento à pesquisa CNPq (2013/470904). Concentra suas pesquisas na investigação do uso das diferentes técnicas de neuromodulação não-invasiva, como a estimulação transcraniana por corrente contínua (ETCC) e a estimulação magnética transcraniana (EMT) no tratamento dos transtornos mentais.

André Gouvêa

Possui graduação em Medicina pela Universidade Severino Sombra (2004). Possui pós-graduação em Clínica Médica, pela Nona Enfermaria da Santa Casa de Misericórdia do Rio de Janeiro (2007). Possui também pós-graduação em Nefrologia no Hospital Universitário Gaffré e Guinle (HUGG) pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (dezembro de 2006 a dezembro de 2007). Complementando seus créditos na Maestria (Mestrado) em Efetividade Clínica pela Universidad de Buenos Aires (2009).

Atualmente é médico do serviço de nefrologia do Hospital Samaritano (desde 2014) e médico do serviço de Clínica Médica do Hospital Caxias D’or (desde 2014). É orientador e supervisor de pós-graduação em Clínica Médica do Instituto D’or no Hospital Caxias D’or (desde março de 2015) e orientador e supervisor de pós-graduandos em Nefrologia do Hospital Universitário Gaffré e Guinle da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (desde 2009).

André Báfica

Possui graduação em Medicina pela Universidade Federal da Bahia (2001), doutorado em Patologia Humana na Fundação Oswaldo Cruz (2006) sob a orientação do Prof. Manoel Barral-Netto. Entre 2002 e 2007, realizou pós-doutorado no Laboratory of Parasitic Diseases, National Institutes of Health, USA sob a supervisão do Dr. Alan Sher.

Atualmente é Professor Associado I de Imunologia do Depto de Microbiologia, Imunologia e Parasitologia da Universidade Federal de Santa Catarina. Além disso, atua como Membro Afiliado da Academia Brasileira de Ciências e da Academia Nacional de Medicina (programa JLM). O principal interesse de seu grupo é investigar os mecanismos imunológicos envolvidos na regulação da resposta imune durante a infecção por Mycobacterium tuberculosis à luz dos conceitos da co-evolução microorganismohospedeiro.

Álvaro Schmidt Albrecht

Possui graduação em Medicina pela Fundação Faculdade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (1998). Atualmente é médico cirurgião do Instituto de Cardiologia do RS Fundação Universitária de Cardiologia. Mestrado em Cardiologia – Fundação Universitária de Cardiologia, Cirurgia de Arritmias. Doutorado em Cardiologia pela Fundação Universitária de Cardiologia, Porto Alegre e Duke University, Durham, EUA.

Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Cardiovascular e da Sociedade Brasileira de Cardiologia. Membro da Academia Nacional de Medicina pelo programa Jovens Lideranças (2015). Membro da Câmara Técnica de Cardiologia e Cirurgia Cardiovascular do Conselho Regional de Medicina do Rio Grande do Sul. Tem experiência nas áreas de cirurgia de revascularização do miocárdio, cirurgia para fibrilação atrial, cirurgias de válvulas mitral e aórtica, cirurgia para tromboembolismo pulmonar, e transplantes cardíacos.

Alexandre da Costa Pereira

Possui graduação em Medicina pela Universidade de São Paulo (1999) e doutorado em Cardiologia pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (2008).

Atualmente é médico assistente do Instituto do Coração – Hospital das Clinicas – FMUSP. Trabalha no Laboratório de Genética e Cardiologia Molecular do Instituto do Coração (Incor) HC-FMUSP, onde coordena o grupo de genética humana. Seus principais interesses em pesquisa são a identificação e caracterização de fatores genéticos que causem ou modulem fenótipos cardiovasculares.

Para melhorar sua experiência de navegação, utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes. Ao continuar, você concorda com a nossa política de privacidade.