Área do acadêmico Transmissão ao vivo
EN PT ES

Antonio Freire Allemão de Cisneiros

Nasceu na freguesia de Nossa Senhora do Desterro de Campo Grande, na Fazenda do Mendanha, atualmente Zona Oeste da cidade do Rio de Janeiro, filho dos lavradores João Freire Alemão e de Feliciana Angélica do Espírito Santo.

Graduou-se pela Academia Médico-Cirúrgica do Rio de Janeiro.

Cursava a Academia Médico-Cirúrgica do Rio de Janeiro, auxiliando seu irmão mais novo, Francisco Freire Allemão, a entrar em 1822 para a universidade e formar-se em medicina em 1827. Seu irmão, Francisco Freire Allemão, depois tornou-se Presidente da Sociedade de Medicina do Rio de Janeiro – 3° trimestre de 1832 e da Academia Imperial de Medicina de 1838 a 1839.

Eleito Membro Titular da Academia Nacional de Medicina em 1835 apresentando a memória intitulada “Trepanação com felizes resultados”. Sua cerimônia de posse ocorreu no mesmo dia de sua eleição.

Faleceu em 25 de março de 1875.

Informações do Acadêmico

Número acadêmico: 37

Cadeira: -

Membro: Titular

Secção:

Eleição: 15/10/1835

Posse: 15/10/1835

Sob a presidência: Joaquim Candido Soares de Meirelles

Falecimento: 25/03/1875

Informações do Acadêmico

Número acadêmico: 37

Cadeira: -

Membro: Titular

Secção:

Eleição: 15/10/1835

Posse: 15/10/1835

Sob a presidência: Joaquim Candido Soares de Meirelles

Falecimento: 25/03/1875

Nasceu na freguesia de Nossa Senhora do Desterro de Campo Grande, na Fazenda do Mendanha, atualmente Zona Oeste da cidade do Rio de Janeiro, filho dos lavradores João Freire Alemão e de Feliciana Angélica do Espírito Santo.

Graduou-se pela Academia Médico-Cirúrgica do Rio de Janeiro.

Cursava a Academia Médico-Cirúrgica do Rio de Janeiro, auxiliando seu irmão mais novo, Francisco Freire Allemão, a entrar em 1822 para a universidade e formar-se em medicina em 1827. Seu irmão, Francisco Freire Allemão, depois tornou-se Presidente da Sociedade de Medicina do Rio de Janeiro – 3° trimestre de 1832 e da Academia Imperial de Medicina de 1838 a 1839.

Eleito Membro Titular da Academia Nacional de Medicina em 1835 apresentando a memória intitulada “Trepanação com felizes resultados”. Sua cerimônia de posse ocorreu no mesmo dia de sua eleição.

Faleceu em 25 de março de 1875.