Área do acadêmico Transmissão ao vivo
EN PT ES

Antonio Zappalá

Nasceu em 23 de março de 1931, em Manhuaçú (MG).

Filho de André Zappalá e Iborina Vasconcellos Zappalá.

Graduou-se em Medicina pela Faculdade de Medicina da Universidade Minas Gerais (1955), onde também obteve seu título de Doutor (1957).

Aceito em 1957 como Professor Assistente de Anatomia da Faculdade de Medicina da Universidade de Minas Gerais. Em 1958, logrou o título de Livre-docente de Anatomia e de Catedrático de Anatomia (1959).

Em Recife, após apresentar-se ao concurso de Professor Catedrático da então Universidade do Recife, classificou-se em 1º lugar e tornando-se, aos 28 anos de idade, o Professor Catedrático mais jovem do Brasil até então.

Em 1961, a Fundação Rockefeller concedeu título de “Research Fellow” na University of Wisconsin (EUA) durante um ano, onde ampliou sua formação didático-científica com o Professor Dr. Otto A. Mortensen. 

Retornando ao Recife em 1963, atuou como Diretor do Hospital do Pronto Socorro; Médico Clínico Chefe da Secretaria de Saúde e Assistência Social; Médico Assistente do Departamento de Assistência Hospitalar.

Em 1965, tornou-se Pesquisador Associado Visitante em Anatomia na Northwestern University (EUA) e, no ano seguinte, na Stanford University. Em 1970, assumiu a posição de Professor Associado de Anatomia da University of California.

Foi convidado, em 1973, para exercer o cargo de Professor Titular Visitante de Anatomia na Universidade Estadual de Londrina.

Professor Titular de Anatomia da Universidade de Brasília em 1979, tendo desempenhado também as funções de Chefe do Departamento de Medicina Complementar e Coordenador da Área de Morfologia. Em 1986, foi Professor Visitante Titular de Anatomia na Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Integrou a American Association of Anatomists, a American Association of Foreign Medical Graduates, a American Association of University Professors, a American Medical Association, a Association of American Medical Colleges, a Association of Anatomy Chairmen, a Associação Brasileira de Educação Médica (ABEM), a Associação Médica Brasileira, os Conselhos Regionais de Medicina do Distrito Federal e de Pernambuco, a Ohio Academy of Sciences, a Sociedade Brasileira de Anatomia, dentre outras.

Recebeu o Prêmio “Physician’s Recognition Award”, da American Medical Association (1971) e a Medalha de Prata do I Congresso Brasileiro de Criminologia (1973).

Na ocasião de sua candidatura a Membro Titular da Academia Nacional de Medicina, apresentou memória intitulada “Considerações Morfo-funcionais sobre a Assimetria Bilateral da Face Humana”.

Faleceu em 03 de fevereiro de 1996.

Informações do Acadêmico

Número acadêmico: 577

Cadeira: 81 - Eduardo Chapot-Prévost

Membro: Titular

Secção: Ciencias aplicadas à Medicina

Eleição: 28/04/1994

Posse: 02/08/1994

Sob a presidência: Sergio D’Avila Aguinága

Saudado: Jair Pereira Ramalho

Antecessor: Walter Bertolazzo

Falecimento: 03/02/1996

Informações do Acadêmico

Número acadêmico: 577

Cadeira: 81 - Eduardo Chapot-Prévost

Membro: Titular

Secção: Ciencias aplicadas à Medicina

Eleição: 28/04/1994

Posse: 02/08/1994

Sob a presidência: Sergio D’Avila Aguinága

Saudado: Jair Pereira Ramalho

Antecessor: Walter Bertolazzo

Falecimento: 03/02/1996

Nasceu em 23 de março de 1931, em Manhuaçú (MG).

Filho de André Zappalá e Iborina Vasconcellos Zappalá.

Graduou-se em Medicina pela Faculdade de Medicina da Universidade Minas Gerais (1955), onde também obteve seu título de Doutor (1957).

Aceito em 1957 como Professor Assistente de Anatomia da Faculdade de Medicina da Universidade de Minas Gerais. Em 1958, logrou o título de Livre-docente de Anatomia e de Catedrático de Anatomia (1959).

Em Recife, após apresentar-se ao concurso de Professor Catedrático da então Universidade do Recife, classificou-se em 1º lugar e tornando-se, aos 28 anos de idade, o Professor Catedrático mais jovem do Brasil até então.

Em 1961, a Fundação Rockefeller concedeu título de “Research Fellow” na University of Wisconsin (EUA) durante um ano, onde ampliou sua formação didático-científica com o Professor Dr. Otto A. Mortensen. 

Retornando ao Recife em 1963, atuou como Diretor do Hospital do Pronto Socorro; Médico Clínico Chefe da Secretaria de Saúde e Assistência Social; Médico Assistente do Departamento de Assistência Hospitalar.

Em 1965, tornou-se Pesquisador Associado Visitante em Anatomia na Northwestern University (EUA) e, no ano seguinte, na Stanford University. Em 1970, assumiu a posição de Professor Associado de Anatomia da University of California.

Foi convidado, em 1973, para exercer o cargo de Professor Titular Visitante de Anatomia na Universidade Estadual de Londrina.

Professor Titular de Anatomia da Universidade de Brasília em 1979, tendo desempenhado também as funções de Chefe do Departamento de Medicina Complementar e Coordenador da Área de Morfologia. Em 1986, foi Professor Visitante Titular de Anatomia na Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Integrou a American Association of Anatomists, a American Association of Foreign Medical Graduates, a American Association of University Professors, a American Medical Association, a Association of American Medical Colleges, a Association of Anatomy Chairmen, a Associação Brasileira de Educação Médica (ABEM), a Associação Médica Brasileira, os Conselhos Regionais de Medicina do Distrito Federal e de Pernambuco, a Ohio Academy of Sciences, a Sociedade Brasileira de Anatomia, dentre outras.

Recebeu o Prêmio “Physician’s Recognition Award”, da American Medical Association (1971) e a Medalha de Prata do I Congresso Brasileiro de Criminologia (1973).

Na ocasião de sua candidatura a Membro Titular da Academia Nacional de Medicina, apresentou memória intitulada “Considerações Morfo-funcionais sobre a Assimetria Bilateral da Face Humana”.

Faleceu em 03 de fevereiro de 1996.