Área do acadêmico Transmissão ao vivo
EN PT ES

Apresentação dos Trabalhos Ganhadores dos Prêmios da Academia Nacional de Medicina

06/08/2020

Consideradas as mais antigas premiações na área da medicina, os prêmios da Academia Nacional de Medicina tiveram um número recorde de inscritos em 2020. Foram 63 candidaturas para as nove categorias.

Em evento no dia 06 de agosto, os agraciados fizeram apresentações no Web Hall da Academia. A sessão também foi transmitida via Facebook.

Um grupo que reúne médicos das universidades Federal do Espírito Santo, Federal de São Paulo e da Columbia University levou o grande prêmio Presidente da Academia Nacional de Medicina. Liderado pelo médico Thiago Cabral, estudo mostrou avanços para o tratamento da principal doença oftalmológica relacionada à perda da visão em adultos maiores de 55 anos: a Degeneração Macular Relacionada à Idade. O grupo estudou moléculas pró e antiangiogênica que podem contribuir para vascularização ocular e a aplicação dos sistemas CRISPR-Cas para edição do genoma, também conhecida como “cirurgia genômica” no campo da Oftalmologia.

 – Estamos extremamente orgulhosos de termos sido agraciados com o maior e mais importante prêmio da Medicina Brasileira. Esse trabalho é um enorme passo para o diagnóstico e novas tratamentos nas doenças da retina, responsáveis por grande parte da cegueira nos dias atuais”, comemorou Cabral.

Com o título “Angiogênese da retina e coroide: biomarcadores e engenharia genética, o estudo conta com os coautores Luiz Guilherme Marchesi Mello e Júlia Polido, da Universidade Federal do Espírito Santo e da Escola Paulista de Medicina, da Unifesp.

Transplante de fígado – Na categoria Prêmio Presidente José Cardoso de Moura Brasil, trabalho liderado por Olival Cirilo Lucena da Fonseca Neto, aborda as técnicas para transplante de fígado. De um grupo de médicos da Unidade de Transplante de Fígado, do Hospital Universitário Oswaldo Cruz, da Universidade do Estado de Pernambuco, o trabalho acompanhou 87 pacientes submetidos ao procedimento, entre 2018 e janeiro de 2020. Foram analisadas duas técnicas cirúrgicas e diversos parâmetros entre os pacientes. Os resultados contribuem para indicar qual técnica gera menos instabilidade pós-cirúrgica e que leva ao melhor funcionamento do enxerto após o transplante.

Com título “Revascularização retrógrada no transplante ortotópico de fígado: efeitos na estabilidade hemodinâmica e função do enxerto”, o estudo contou com os seguintes coautores: Gabriel Guerra Cordeiro, Paulo Sérgio Vieira de Melo, Américo Gusmão Amorim, Priscylla Jennie, Monteiro Rabêlo, José Olímpio Maia de Vasconcelos Filho, Pedro Renan de Melo Magalhães, Ludmila Rodrigues Oliveira Costa, Raimundo Hugo Matias Furtado, Gustavo da Cunha Cruz, Cláudio Moura Lacerda – todos da Unidade de Transplante de Fígado (UTF) – Hospital Universitário Oswaldo Cruz e Universidade de Pernambuco.

Avanços – O vencedor do Prêmio Miguel Couto foi o médico David Cohen. Com o estudo “Novo modelo in vivo para avaliar alterações macroscópicas, histológicas e moleculares da doença de Peyronie”, Cohen que é da Faculdade de Medicina do ABC, Escola Paulista de Medicina e Universidade Federal de São Paulo. O estudo contou com os coautores: Sidney Glina, Renan Pelluzzi Cavalheiro, Ana Maria do Antonio Mader, San Won Han, Maria Aparecida Silva Pinhal, Therese Rachel Theodoro, Willany Veloso Reinaldo, Vivian Barbosa Navarro Borba e Giuliana Petri, todos da mesma instituição do agraciado.

A médica, da Faculdade de Medicina da Unesp de Botucatu, Luciene Resende, foi agraciada com o Prêmio Presidente Aloysio Salles, pelo estudo “Alterações neurológicas em pacientes com linfomas” e como coautora contou com Ligia Niéro-Melo, da mesma instituição.

Já a pesquisadora do Instituto de Psiquiatria (Ipub), da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Laiana Azevedo Quagliato, conquistou o Prêmio Antônio Austregésilo Rodrigues Lima. Laiana estudou proteínas específicas, como as citocinas inflamatórias, e sua atuação em pacientes com transtorno do pânico, pois estão em grande quantidade no organismo desses pacientes.

Identificação da dor em neonatos: percepção visual das características faciais neonatais pelos adultos foi o tema do estudo que recebeu o Prêmio Fernandes Figueira à vencedora Marina Carvalho de Moraes Barros, da Escola Paulista de Medicina, Unifesp.

Para ela, receber o prêmio da ANM, um dos prêmios mais tradicionais em medicina, foi uma honra e certamente um grande incentivo para o grupo continuar a pesquisar, visando melhorar a assistência do recém-nascido. Como coautores, participaram deste estudo Carlos Eduardo Thomaz, Lucas Pereira Carlini, Rafael Nobre Orsi e Pedro Augusto Santos Orona Silva, do Centro Universitário Fundação Educacional Inaciana Padre Sabóia de Medeiros; e mais Giselle Valério Teixeira da Silva, Juliana do Carmo Azevedo Soares, Tatiany Medeiros Heiderich, Rita de Cássia Xavier Balda, Adriana Sanudo, Solange Andreoni e Ruth Guinsburg, da Escola Paulista de Medicina, da Universidade Federal de São Paulo.

E Dani Ejzen foi o vencedor do Prêmio Madame Durocher com relato do primeiro nascimento mundial após transplante uterino com doadora falecida. Para Dani foi uma felicidade enorme:

– Me sinto honrado pelo reconhecimento de nossa pesquisa sobre transplante uterino com o Prêmio Madame Durocher 2020, da Academia Nacional de Medicina. Um trabalho que foi totalmente desenvolvido por médicos e profissionais da saúde brasileiros do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP e que teve grande repercussão no Brasil e no exterior.

Os coautores desta conquista foram Wellington Andraus, José Maria Soares Jr,Luiz Augusto Carneiro D’Albuquerque e Edmund Chada Baracat.

Os prêmios da Academia Nacional de Medicina foram instituídos em 1829.

     
  PROGRAMAÇÃO  
     
 
14h30

Abertura
Presidente da Academia Nacional de Medicina
Acad. Rubens Belfort Jr.

Presidente da Comissão de Prêmios
Acad. Francisco Sampaio

   
   
14h45

PRÊMIO MIGUEL COUTO – Novo modelo in vivo para avaliar alterações macroscópicas, histológicas e moleculares da doença de Peyronie

Autor: David Jacques Cohen
Faculdade de Medicina do ABC / Escola Paulista de Medicina- Universidade Federal de São Paulo

Coautores:
Faculdade de Medicina do ABC/ Escola Paulista de Medicina- Universidade Federal de São Paulo
Sidney Glina
Renan Pelluzzi Cavalheiro
Ana Maria do Antonio Mader
San Won Han
Maria Aparecida Silva Pinhal
Therese Rachel Theodoro
Willany Veloso Reinaldo
Vivian Barbosa Navarro Borba
Giuliana Petri

   
   
15h

PRÊMIO FERNANDES FIGUEIRA Identificação da dor em neonatos: percepção visual das características faciais neonatais pelos adultos

Autora: Marina Carvalho de Moraes Barros
Escola Paulista de Medicina – Universidade Federal de São Paulo

Coautores:
Centro Universitário Fundação Educacional Inaciana "Padre Sabóia de Medeiros" (FEI)
Carlos Eduardo Thomaz
Lucas Pereira Carlini
Rafael Nobre Orsi
Pedro Augusto Santos Orona Silva

Escola Paulista de Medicina – Universidade Federal de São Paulo
Giselle Valério Teixeira da Silva
Juliana do Carmo Azevedo Soares
Tatiany Medeiros Heiderich
Rita de Cássia Xavier Balda
Adriana Sanudo
Solange Andreoni
Ruth Guinsburg

   
   
15h15

PRÊMIO MADAME DUROCHER – Primeiro nascimento mundial após transplante uterino com doadora falecida

Autor: Dani Ejzen
Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo

Coautores:
Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo
Wellington Andraus
José Maria Soares Jr
Luiz Augusto Carneiro D’Albuquerque
Edmund Chada Baracat

   
   
15h30

Comentários
Acad. Paulo Saldiva
Acad. Aderbal Sabrá
Acad. Jorge Rezende Filho

   
   
15h45

Discussão com a Bancada Acadêmica

   
   
16h15

PRÊMIO ANTÔNIO AUSTREGÉSILO RODRIGUES LIMA – O papel de citocinas inflamatórias e da via da quinurenina na fisiopatologia do transtorno de pânico

Autor: Laiana Azevedo Quagliato
Instituto de Psiquiatria da Universidade Federal do Rio de Janeiro – IPUB

   
   
16h30

PRÊMIO PRESIDENTE ALOYSIO SALLES – Alterações neurológicas em pacientes com linfomas

Autora: Lucilene Silva Ruiz e Resende
Faculdade de Medicina de Botucatu – UNESP

Coautora: Ligia Niéro-Melo
Faculdade de Medicina de Botucatu – UNESP

   
   
16h45

Comentários
Acad. Jorge Alberto Costa e Silva
Acad. Sérgio Novis

   
   
17h

Discussão com a Bancada Acadêmica

   
   
17h30

Intervalo

   
 

Sessão Ordinária da Academia Nacional de Medicina
XXII – Ano Acadêmico 191

 
   
18h

Abertura
Presidente da Academia Nacional de Medicina
Acad. Rubens Belfort Jr.

   
   
18h10

Comunicações da Secretaria Geral
Acad. Ricardo Cruz

   
   
18h15

Comunicações dos Acadêmicos

   
   
18h45

PRÊMIO PRESIDENTE JOSÉ CARDOSO DE MOURA BRASIL – Revascularização retrógrada no transplante ortotópico de fígado: efeitos na estabilidade hemodinâmica e função do enxerto

Autor: Olival Cirilo Lucena da Fonseca Neto
Unidade de Transplante de Fígado de Pernambuco – UTF-PE
Unidade de Transplante de Fígado do Hospital Universitário Oswaldo Cruz

Coautores:
Unidade de Transplante de Fígado (UTF) – Hospital Universitário Oswaldo Cruz (HUOC)
Universidade de Pernambuco (UPE)

Gabriel Guerra Cordeiro
Paulo Sérgio Vieira de Melo
Américo Gusmão Amorim
Priscylla Jennie Monteiro Rabêlo
José Olímpio Maia de Vasconcelos Filho
Pedro Renan de Melo Magalhães
Ludmila Rodrigues Oliveira Costa
Raimundo Hugo Matias Furtado
Gustavo da Cunha Cruz
Cláudio Moura Lacerda

   
   
 19h

PRÊMIO ACADEMIA NACIONAL DE MEDICINA
Angiogênese da retina e coroide: biomarcadores e engenharia genética

   
   
 

Autor: Thiago Cabral
Universidade Federal do Espírito Santo (UFES)
Escola Paulista de Medicina – Universidade Federal de São Paulo

Coautores:
Universidade Federal do Espírito Santo

Luiz Guilherme Marchesi Mello
Júlia Polido

Escola Paulista de Medicina – Universidade Federal de São Paulo
Caio V. Regatieri
Luiz H. Lima
Maurício Maia

Stanford University
Vinit B. Mahajan

Columbia University
Stephen S Tsang

Hospital do Servidor Público Estadual de São Paulo (HSPE/IAMSPE)
Akiyoshi Oshima
Pedro Serracarbassa

   
   
19h20

Comentários
Acad. Silvano Raia
Acad. Oswaldo Moura Brasil

   
   
19h30

Discussão com a Bancada Acadêmica

   
   
20h

Encerramento