Área do acadêmico Transmissão ao vivo
EN PT ES

Cícero Bastos Monteiro

Nascido em 15 de junho de 1913 na cidade do Rio de janeiro, filho de Jeronymo de Souza Monteiro e Cecília Bastos Monteiro. Formou-se no ano de 1935 pela Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro.

Ingressou na Academia Nacional de Medicina com vinte anos de formado e 43 anos de idade, apresentando a Memória “Contribuição ao Tratamento Cirúrgico das Úlceras Gástricas e Duodenais”. Foi saudado pelo seu irmão Acad. Darcy Bastos de Souza Monteiro e introduzido no Salão pelos Acadêmicos Leonel Gonzaga Pereira da Fonseca, Raymundo de Moura Britto, Antonio Fernandes da Costa Junior e Darcy Bastos de Souza Monteiro. Exerceu os cargos de Presidente da Secção de Cirurgia (1957/1959) e Diretor da Biblioteca e Arquivo (1961/1963).

Marcou sua presença como destacado cirurgião no Hospital do Pronto Socorro tendo começado como estudante e galgado todos os postos. Em sua trajetória profissional foi Chefe da Clínica do Serviço Cirúrgico Samuel Ferreira, diretor do Departamento de Assistência Hospitalar da Secretaria de Saúde e Assistência da Prefeitura do Distrito Federal e chefe da Clínica da 13ª enfermaria da Santa Casa da Misericórdia.

Foi professor titular da Escola de Enfermagem da Secretaria de Saúde e Assistência da Prefeitura do Distrito Federal e professor de cirurgia de urgência da Escola de Pós-Graduação Médica da Sociedade de Medicina e Cirurgia.

Membro do Colégio Brasileiro de Cirurgiões, da Sociedade de Medicina e Cirurgia do Rio de Janeiro e da American Medical Association.

Trabalhos científicos de grande valor renderam-lhe prêmios consagrados como: Medalha de Ouro – “General Souza Ferreira” pela Academia Brasileira de Medicina Militar com à monografia “Gastrectomia em úlceras perfuradas” –e Medalha de Ouro – “Hilário Gouvêa” da Academia Nacional de Medicina.

Teve diversos trabalhos publicados em revistas nacionais e estrangeiras, destacando o Year Book dos Estados Unidos e o Jornal de Cirurgia da França.

Faleceu em 25/09/1982 na cidade do Rio de Janeiro.

Informações do Acadêmico

Número acadêmico: 416

Cadeira: 35 - José Thompson Motta

Membro: Titular

Secção: Cirurgia

Eleição: 24/05/1956

Posse: 09/08/1956

Sob a presidência: Deolindo Augusto de Nunes Couto

Saudado: Darcy Bastos de Souza Monteiro

Antecessor: Francisco de Castro Araújo

Falecimento: 25/09/1982

Informações do Acadêmico

Número acadêmico: 416

Cadeira: 35 - José Thompson Motta

Membro: Titular

Secção: Cirurgia

Eleição: 24/05/1956

Posse: 09/08/1956

Sob a presidência: Deolindo Augusto de Nunes Couto

Saudado: Darcy Bastos de Souza Monteiro

Antecessor: Francisco de Castro Araújo

Falecimento: 25/09/1982

Nascido em 15 de junho de 1913 na cidade do Rio de janeiro, filho de Jeronymo de Souza Monteiro e Cecília Bastos Monteiro. Formou-se no ano de 1935 pela Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro.

Ingressou na Academia Nacional de Medicina com vinte anos de formado e 43 anos de idade, apresentando a Memória “Contribuição ao Tratamento Cirúrgico das Úlceras Gástricas e Duodenais”. Foi saudado pelo seu irmão Acad. Darcy Bastos de Souza Monteiro e introduzido no Salão pelos Acadêmicos Leonel Gonzaga Pereira da Fonseca, Raymundo de Moura Britto, Antonio Fernandes da Costa Junior e Darcy Bastos de Souza Monteiro. Exerceu os cargos de Presidente da Secção de Cirurgia (1957/1959) e Diretor da Biblioteca e Arquivo (1961/1963).

Marcou sua presença como destacado cirurgião no Hospital do Pronto Socorro tendo começado como estudante e galgado todos os postos. Em sua trajetória profissional foi Chefe da Clínica do Serviço Cirúrgico Samuel Ferreira, diretor do Departamento de Assistência Hospitalar da Secretaria de Saúde e Assistência da Prefeitura do Distrito Federal e chefe da Clínica da 13ª enfermaria da Santa Casa da Misericórdia.

Foi professor titular da Escola de Enfermagem da Secretaria de Saúde e Assistência da Prefeitura do Distrito Federal e professor de cirurgia de urgência da Escola de Pós-Graduação Médica da Sociedade de Medicina e Cirurgia.

Membro do Colégio Brasileiro de Cirurgiões, da Sociedade de Medicina e Cirurgia do Rio de Janeiro e da American Medical Association.

Trabalhos científicos de grande valor renderam-lhe prêmios consagrados como: Medalha de Ouro – “General Souza Ferreira” pela Academia Brasileira de Medicina Militar com à monografia “Gastrectomia em úlceras perfuradas” –e Medalha de Ouro – “Hilário Gouvêa” da Academia Nacional de Medicina.

Teve diversos trabalhos publicados em revistas nacionais e estrangeiras, destacando o Year Book dos Estados Unidos e o Jornal de Cirurgia da França.

Faleceu em 25/09/1982 na cidade do Rio de Janeiro.