Área do acadêmico Transmissão ao vivo
EN PT ES

Francisco de Paula Menezes

Nasceu em 25 de agosto de 1811, em Niterói, no Rio de Janeiro. Filho de José Antunes de Menezes.

Eleito Membro Titular da Academia Nacional de Medicina em 1835 e foi afastado anos depois por abraçar estudos homeopáticos; sendo readmitido novamente como Membro Titular em 1854.

Doutorou-se pela Academia Médico-Cirúrgica em 1837.

Foi membro de outras Sociedades e Academias como Sociedade Auxiliadora da Indústria, Academia Filomática do Rio de Janeiro, Conservatório Dramático, Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro.

Como médico participou em missões de socorro às vítimas de cólera e de “febre perniciosa”, na vila de Santo Antônio de Sá, onde teria contraído enfermidade que o debilitaria para o resto da vida, provocando sua morte prematura.

Cirurgião do Primeiro Batalhão da Guarda Nacional e depois da Artilharia daquela mesma corporação. Nomeado pelo Imperador, fez parte do corpo docente do Colégio Pedro II em 1848.

Autor e colaborador de diversas obras intituladas “Coincidência das moléstias do coração com as do fígado”; “Proposições sobre a degeneração cancerosa em geral ou osteossarcoma e suas diversas formas” (1839); “Dos abcessos subperitoniais” (1840); “Nova retórica de J. Vict. Le Clerc” (tradução – 1856); “A noite de São João na roça”; “Quadros da literatura brasileira”; colaboração em periódicos (Anais Brasileiros de Medicina, Revista Médica Brasileira, Revista Literária, Brasil Ilustrado, Revista Trimensal do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro).

Faleceu em 10 de setembro de 1857, no Rio de Janeiro, Brasil.

Informações do Acadêmico

Número acadêmico: 39

Cadeira: -

Membro: Titular

Secção:

Eleição: 15/10/1835

Posse: 15/10/1835

Sob a presidência: Joaquim Candido Soares de Meirelles

Falecimento: 10/09/1857

Informações do Acadêmico

Número acadêmico: 39

Cadeira: -

Membro: Titular

Secção:

Eleição: 15/10/1835

Posse: 15/10/1835

Sob a presidência: Joaquim Candido Soares de Meirelles

Falecimento: 10/09/1857

Nasceu em 25 de agosto de 1811, em Niterói, no Rio de Janeiro. Filho de José Antunes de Menezes.

Eleito Membro Titular da Academia Nacional de Medicina em 1835 e foi afastado anos depois por abraçar estudos homeopáticos; sendo readmitido novamente como Membro Titular em 1854.

Doutorou-se pela Academia Médico-Cirúrgica em 1837.

Foi membro de outras Sociedades e Academias como Sociedade Auxiliadora da Indústria, Academia Filomática do Rio de Janeiro, Conservatório Dramático, Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro.

Como médico participou em missões de socorro às vítimas de cólera e de “febre perniciosa”, na vila de Santo Antônio de Sá, onde teria contraído enfermidade que o debilitaria para o resto da vida, provocando sua morte prematura.

Cirurgião do Primeiro Batalhão da Guarda Nacional e depois da Artilharia daquela mesma corporação. Nomeado pelo Imperador, fez parte do corpo docente do Colégio Pedro II em 1848.

Autor e colaborador de diversas obras intituladas “Coincidência das moléstias do coração com as do fígado”; “Proposições sobre a degeneração cancerosa em geral ou osteossarcoma e suas diversas formas” (1839); “Dos abcessos subperitoniais” (1840); “Nova retórica de J. Vict. Le Clerc” (tradução – 1856); “A noite de São João na roça”; “Quadros da literatura brasileira”; colaboração em periódicos (Anais Brasileiros de Medicina, Revista Médica Brasileira, Revista Literária, Brasil Ilustrado, Revista Trimensal do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro).

Faleceu em 10 de setembro de 1857, no Rio de Janeiro, Brasil.