Área do acadêmico Transmissão ao vivo
EN PT ES

Francisco Julio Xavier

Nasceu em 16 de fevereiro de 1809, no Estado do Rio de Janeiro. Filho de Francisco Júlio Xavier, cirurgião-mor da armada e cirurgião da Imperial Câmara.

Concluiu um curso da antiga Academia Médico-Cirúrgica em 1827, e doutorou-se pela Faculdade de Medicina de Paris em 1831 defendendo tese intitulada “Dissertação sobre a hepatite”. Em Paris, recebeu o annulum aureum concedido aos que consagravam o exercício da medicina.

Foi eleito Membro Titular da Academia Nacional de Medicina em 1832, apresentando a Memória intitulada “Hepatite”. Colaborou como autor e redator da Revista Fluminense de Medicina e nos Anais da Academia Imperial de Medicina.

Tornou-se o primeiro professor da cadeira de Partos na Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro em 1832 e atuou como professor da cadeira de partos da Academia Médico-Cirúrgica em 1833.

Se destacou como parteiro e deixou como discípulos o Dr. Luís da Cunha Feijó e Madame Durocher. Além disso, foi deputado provincial do Rio de Janeiro em duas legislaturas.

Publicou vários trabalhos de sua especialidade, dentre estes “Memória sobre o cancro” (1832), “Feridas penetrantes” (1832), “Considerações sobre os cuidados e os socorros que se devem prestar aos meninos por ocasião do seu nascimento e sobre as vantagens do aleitamento maternal” (1833), “Criação de um hospital de Maternidade” (1845), “Relatório sobre a febre amarela” (1850).

Recebeu a condecoração de Cavaleiro da Ordem de Cristo e saindo três dias depois de sua morte o decreto que o nomeava Oficial da Ordem da Rosa por serviços prestados na epidemia da febre amarela.

Faleceu em 8 de dezembro de 1850.

Informações do Acadêmico

Número acadêmico: 25

Cadeira: -

Membro: Titular

Secção: Cirurgia

Eleição: 15/05/1832

Posse: 15/05/1832

Sob a presidência: Joaquim Vicente Torres Homem

Falecimento: 08/12/1850

Informações do Acadêmico

Número acadêmico: 25

Cadeira: -

Membro: Titular

Secção: Cirurgia

Eleição: 15/05/1832

Posse: 15/05/1832

Sob a presidência: Joaquim Vicente Torres Homem

Falecimento: 08/12/1850

Nasceu em 16 de fevereiro de 1809, no Estado do Rio de Janeiro. Filho de Francisco Júlio Xavier, cirurgião-mor da armada e cirurgião da Imperial Câmara.

Concluiu um curso da antiga Academia Médico-Cirúrgica em 1827, e doutorou-se pela Faculdade de Medicina de Paris em 1831 defendendo tese intitulada “Dissertação sobre a hepatite”. Em Paris, recebeu o annulum aureum concedido aos que consagravam o exercício da medicina.

Foi eleito Membro Titular da Academia Nacional de Medicina em 1832, apresentando a Memória intitulada “Hepatite”. Colaborou como autor e redator da Revista Fluminense de Medicina e nos Anais da Academia Imperial de Medicina.

Tornou-se o primeiro professor da cadeira de Partos na Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro em 1832 e atuou como professor da cadeira de partos da Academia Médico-Cirúrgica em 1833.

Se destacou como parteiro e deixou como discípulos o Dr. Luís da Cunha Feijó e Madame Durocher. Além disso, foi deputado provincial do Rio de Janeiro em duas legislaturas.

Publicou vários trabalhos de sua especialidade, dentre estes “Memória sobre o cancro” (1832), “Feridas penetrantes” (1832), “Considerações sobre os cuidados e os socorros que se devem prestar aos meninos por ocasião do seu nascimento e sobre as vantagens do aleitamento maternal” (1833), “Criação de um hospital de Maternidade” (1845), “Relatório sobre a febre amarela” (1850).

Recebeu a condecoração de Cavaleiro da Ordem de Cristo e saindo três dias depois de sua morte o decreto que o nomeava Oficial da Ordem da Rosa por serviços prestados na epidemia da febre amarela.

Faleceu em 8 de dezembro de 1850.