Área do acadêmico Transmissão ao vivo
EN PT ES

Henrique Autran da Matta e Albuquerque

Nasceu em 5 de maio de 1869, no Estado da Bahia.

Doutorou-se em Medicina pela Faculdade de Medicina da Bahia, em 1890, defendendo a tese intitulada “Amiotrofias de origem periférica”.

Exerceu o cargo de assistente de Clínica Pediátrica na Faculdade de Medicina da Bahia.

Eleito Membro Titular da Academia Nacional de Medicina em 1897, apresentando a memória intitulada “Da atethose dupla”. Sua cerimônia de posse ocorreu no mesmo ano de sua eleição e sob a presidência do Acad. Antonio José Pereira da Silva Araújo. Durante o período em que esteve na instituição exerceu os cargos de 2º Secretário de 1898 a 1900, e Redator dos Anais no período de 1900 a 1928.

No Rio de Janeiro, foi delegado da 7ª Delegacia da Saúde, atuou como médico do Asilo São Francisco e Visconde de Itaúna. Em 1898, tornou-se naturalista ajudante interno no Museu Nacional e no ano de 1924 fora nomeado chefe do Serviço de Propaganda e Educação Sanitária do D.N.S.P onde permaneceu até a sua morte.

Publicou vários trabalhos de sua especialidade, dentre estes “Aneurisma da aorta” (1918), “Prophilaxia da varíola” (1918), “A gripe epidêmica” (1918), “Moléstia de Heine Medin” (1919), “A febre amarella na Bahia” (1919), “Encephalite letárgica” (1920), “Grangrena symetrica das extremidades” (1920), “A prophilaxia da tuberculose na lactante” (1923), “A febre tyophiede no Rio de Janeiro” (1925), “Diagnóstico precoce de tuberculose” (1927).

O Acadêmico Henrique Autran da Matta e Albuquerque faleceu no ano de 1927.

Informações do Acadêmico

Número acadêmico: 177

Cadeira: -

Membro: Titular

Secção: Medicina

Eleição: 28/10/1897

Posse: 10/11/1897

Sob a presidência: Antonio José Pereira da Silva Araújo

Falecimento: 01/01/1927

Informações do Acadêmico

Número acadêmico: 177

Cadeira: -

Membro: Titular

Secção: Medicina

Eleição: 28/10/1897

Posse: 10/11/1897

Sob a presidência: Antonio José Pereira da Silva Araújo

Falecimento: 01/01/1927

Nasceu em 5 de maio de 1869, no Estado da Bahia.

Doutorou-se em Medicina pela Faculdade de Medicina da Bahia, em 1890, defendendo a tese intitulada “Amiotrofias de origem periférica”.

Exerceu o cargo de assistente de Clínica Pediátrica na Faculdade de Medicina da Bahia.

Eleito Membro Titular da Academia Nacional de Medicina em 1897, apresentando a memória intitulada “Da atethose dupla”. Sua cerimônia de posse ocorreu no mesmo ano de sua eleição e sob a presidência do Acad. Antonio José Pereira da Silva Araújo. Durante o período em que esteve na instituição exerceu os cargos de 2º Secretário de 1898 a 1900, e Redator dos Anais no período de 1900 a 1928.

No Rio de Janeiro, foi delegado da 7ª Delegacia da Saúde, atuou como médico do Asilo São Francisco e Visconde de Itaúna. Em 1898, tornou-se naturalista ajudante interno no Museu Nacional e no ano de 1924 fora nomeado chefe do Serviço de Propaganda e Educação Sanitária do D.N.S.P onde permaneceu até a sua morte.

Publicou vários trabalhos de sua especialidade, dentre estes “Aneurisma da aorta” (1918), “Prophilaxia da varíola” (1918), “A gripe epidêmica” (1918), “Moléstia de Heine Medin” (1919), “A febre amarella na Bahia” (1919), “Encephalite letárgica” (1920), “Grangrena symetrica das extremidades” (1920), “A prophilaxia da tuberculose na lactante” (1923), “A febre tyophiede no Rio de Janeiro” (1925), “Diagnóstico precoce de tuberculose” (1927).

O Acadêmico Henrique Autran da Matta e Albuquerque faleceu no ano de 1927.