Área do acadêmico Transmissão ao vivo
EN PT ES

Jorge Saldanha Bandeira de Mello

Nasceu em 21 de março de 1903, no Rio de Janeiro, filho de Ernesto de Toledo Bandeira de Mello.

Foi educado no Colégio Pedro II. Formou-se em Farmácia (1921), doutorou-se em Medicina (1924), ambos na Faculdade de Medicina da Universidade do Brasil, e diplomou-se em Higienista e Saúde Pública (1927) pelo curso de Higiene e Sanitária pela Faculdade Nacional de Medicina do Rio de Janeiro.

Ingressou na carreira sanitária como Diretor do Departamento de Profilaxia Rural do Estado do Paraná (1929) e logo em seguida foi nomeado para o serviço federal de Saúde Pública. Atuou também como médico sanitarista do Ministério da Educação e Saúde, onde exerceu o cargo de Diretor dos cursos de Departamento Nacional de Saúde. Foi Diretor do Departamento de Saúde Pública e Chefe do Laboratório do Hospital Miguel Couto.

Em sua carreira docente pode atuar em instituições de ensino. Foi também livre docente de Química Orgânica Biológica da Faculdade Nacional de Farmácia.

Foi conferencista de Química Fisiológica na Universidade do Brasil.

Fez parte de várias instituições cientificas e publicou diversos artigos sobre Bioquímica e Higiene, principalmente Higiene Industrial, em revistas nacionais e internacionais.

Atuou na profilaxia da Lepra no Brasil.

Publicou artigos sobre “Higiene do trabalho da indústria de papel e papelão”, “Química bromatológica da cerveja”, “Química Bromatológica das bebidas fortemente alcoólicas” e “Atmosfera do interior dos edificios e locáis de trabalho”.

Publicou importante livro denominado “Epidemiologia da fome: população, alimentação e a segurança nacional”, em 1966, no qual tratava de Abastecimento de alimentos; Doenças deficitárias; Fome; Previsão demográfica

Foi homenageado com o nome de Centro Municipal de Saúde “Jorge Saldanha Bandeira de Mello” em Jacarepaguá, Rio de Janeiro,

Faleceu em 15 de junho de 1969.

Informações do Acadêmico

Número acadêmico: 419

Cadeira: 56 - João de Barros Barreto

Membro: Titular

Secção: Medicina

Eleição: 11/04/1957

Posse: 23/05/1957

Sob a presidência: Deolindo Augusto de Nunes Couto

Saudado: Rolando Monteiro

Antecessor: João de Barros Barreto

Falecimento: 15/06/1969

Informações do Acadêmico

Número acadêmico: 419

Cadeira: 56 - João de Barros Barreto

Membro: Titular

Secção: Medicina

Eleição: 11/04/1957

Posse: 23/05/1957

Sob a presidência: Deolindo Augusto de Nunes Couto

Saudado: Rolando Monteiro

Antecessor: João de Barros Barreto

Falecimento: 15/06/1969

Nasceu em 21 de março de 1903, no Rio de Janeiro, filho de Ernesto de Toledo Bandeira de Mello.

Foi educado no Colégio Pedro II. Formou-se em Farmácia (1921), doutorou-se em Medicina (1924), ambos na Faculdade de Medicina da Universidade do Brasil, e diplomou-se em Higienista e Saúde Pública (1927) pelo curso de Higiene e Sanitária pela Faculdade Nacional de Medicina do Rio de Janeiro.

Ingressou na carreira sanitária como Diretor do Departamento de Profilaxia Rural do Estado do Paraná (1929) e logo em seguida foi nomeado para o serviço federal de Saúde Pública. Atuou também como médico sanitarista do Ministério da Educação e Saúde, onde exerceu o cargo de Diretor dos cursos de Departamento Nacional de Saúde. Foi Diretor do Departamento de Saúde Pública e Chefe do Laboratório do Hospital Miguel Couto.

Em sua carreira docente pode atuar em instituições de ensino. Foi também livre docente de Química Orgânica Biológica da Faculdade Nacional de Farmácia.

Foi conferencista de Química Fisiológica na Universidade do Brasil.

Fez parte de várias instituições cientificas e publicou diversos artigos sobre Bioquímica e Higiene, principalmente Higiene Industrial, em revistas nacionais e internacionais.

Atuou na profilaxia da Lepra no Brasil.

Publicou artigos sobre “Higiene do trabalho da indústria de papel e papelão”, “Química bromatológica da cerveja”, “Química Bromatológica das bebidas fortemente alcoólicas” e “Atmosfera do interior dos edificios e locáis de trabalho”.

Publicou importante livro denominado “Epidemiologia da fome: população, alimentação e a segurança nacional”, em 1966, no qual tratava de Abastecimento de alimentos; Doenças deficitárias; Fome; Previsão demográfica

Foi homenageado com o nome de Centro Municipal de Saúde “Jorge Saldanha Bandeira de Mello” em Jacarepaguá, Rio de Janeiro,

Faleceu em 15 de junho de 1969.