Transmissão ao vivo
EnglishPortuguêsEspañol

Alfredo da Graça Couto

Nasceu em 30 de junho de 1864, em São Luiz, no Estado do Maranhão. Filho de Manoel Silvestre da Silva Couto e de D. Maria do Carmo da Graça Couto.

Doutorou-se em Medicina pela Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro, em 1885.

Eleito Membro Titular da Academia Nacional de Medicina em 1898, apresentou a memória intitulada “A desinfecção pública no Rio de Janeiro”. Sua cerimônia de posse ocorreu no mesmo ano de sua eleição, e foi presidida pelo Acadêmico Antonio José Pereira da Silva Araújo. Durante o período em que esteve na instituição exerceu os cargos de Redator dos Anais (1899-1900/ 1900-1901/ 1901-1902/ 1902-1903) e Presidente da Secção de Medicina Pública (1912-1913).

No final do século XIX, foi nomeado chefe da clínica médica do Hospital da Venerável e Arquiepiscopal Ordem Terceira de Nossa Senhora do Monte do Carmo e em 1901, tornou-se médico Inspetor do Serviço de Isolamento e Desinfecção no Rio de Janeiro.

Em 1904, foi nomeado Delegado Brasileiro pelo Ministro das Relações Exteriores para representar o país no Congresso Internacional de Alimentação na Exposição do Saint Louis.

O Acadêmico Alfredo da Graça Couto faleceu em 4 de agosto de 1917, na cidade do Rio de Janeiro.

Informações do Acadêmico

Número acadêmico: 187

Cadeira: 52 - Paulo de Figueiredo Parreiras Horta

Membro: Titular

Secção: Medicina

Eleição: 10/06/1898

Posse: 16/06/1898

Sob a presidência: Antonio José Pereira da Silva Araújo

Falecimento: 04/08/1917

Informações do Acadêmico

Número acadêmico: 187

Cadeira: 52 - Paulo de Figueiredo Parreiras Horta

Membro: Titular

Secção: Medicina

Eleição: 10/06/1898

Posse: 16/06/1898

Sob a presidência: Antonio José Pereira da Silva Araújo

Falecimento: 04/08/1917

Nasceu em 30 de junho de 1864, em São Luiz, no Estado do Maranhão. Filho de Manoel Silvestre da Silva Couto e de D. Maria do Carmo da Graça Couto.

Doutorou-se em Medicina pela Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro, em 1885.

Eleito Membro Titular da Academia Nacional de Medicina em 1898, apresentou a memória intitulada “A desinfecção pública no Rio de Janeiro”. Sua cerimônia de posse ocorreu no mesmo ano de sua eleição, e foi presidida pelo Acadêmico Antonio José Pereira da Silva Araújo. Durante o período em que esteve na instituição exerceu os cargos de Redator dos Anais (1899-1900/ 1900-1901/ 1901-1902/ 1902-1903) e Presidente da Secção de Medicina Pública (1912-1913).

No final do século XIX, foi nomeado chefe da clínica médica do Hospital da Venerável e Arquiepiscopal Ordem Terceira de Nossa Senhora do Monte do Carmo e em 1901, tornou-se médico Inspetor do Serviço de Isolamento e Desinfecção no Rio de Janeiro.

Em 1904, foi nomeado Delegado Brasileiro pelo Ministro das Relações Exteriores para representar o país no Congresso Internacional de Alimentação na Exposição do Saint Louis.

O Acadêmico Alfredo da Graça Couto faleceu em 4 de agosto de 1917, na cidade do Rio de Janeiro.

Para melhorar sua experiência de navegação, utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes. Ao continuar, você concorda com a nossa política de privacidade.