Área do acadêmico Transmissão ao vivo
EN PT ES

Affonso Gama e Costa Mac-Dowell

Nasceu em 13 de agosto de 1881, em Belém, no Estado do Pará. Filho de Samuel Wallace Mac Dowell e D. Ana da Gama e Costa Mac Dowell.

Doutorou-se em medicina pela Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro, em 1905, defendendo a tese intitulada “Estudo das citoxinas do soro dos anêmicos por ancilostomíase”.

Após receber o grau, retornou para sua cidade natal na qual exerceu o cargo de médico efetivo do Hospital da Misericórdia e da Ordem 3º de São Francisco da Cidade do Belém no Pará (1905-1913). Integrou a “Comissão Oswaldo Cruz” que erradicou do Pará a febre amarela (1911) e foi diretor do Serviço de Prophylaxia contra a febre amarela no mesmo Estado (1912-1913).

Em 1914, já no Estado do Rio de Janeiro, tornou-se livre docente por concurso da Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro onde organizou e desenvolveu seus cursos de semiótica e clínica médica.

Eleito Membro Titular da Academia Nacional de Medicina em 1916 com a memória intitulada “Da semiótica física de certos sinais da estenose mitral pura”. Durante o período em que esteve na instituição exerceu o cargo de Presidente da Secção de Medicina no período de 1928 a 1937, 1942 a 1943 e 1946 a 1947. Transferiu-se para a classe dos Membro Emérito em 1942.

Fundou do Serviço de Tisiologia na Policlínica Geral do Rio de Janeiro em 1929 e foi diretor da instituição por muitos anos. Fundou também a “Revista Brasileira de Tuberculose e Doenças Torácicas”.

Foi membro de conselhos, sociedades e associações nacionais e internacionais, tais como membro e presidente da Sociedade Brasileira de Tuberculose, membro da Sociedade de Tisiologia do Uruguai e da Argentina, membro da Sociedade Mexicana de Estudos sobre a Tuberculose, membro da Sociedade Cubana de Tisiologia, membro da Sociedade de Tisiologia de Córdoba.

Dedicou mais de trinta anos de profissão no estudo da Tisiologia brasileira sendo reconhecido pelo pelos seus pares como um exímio profissional.

Faleceu aos 13 de abril de 1958, no Rio de Janeiro.

Informações do Acadêmico

Número acadêmico: 273

Cadeira: 11 - Antonio Austregésilo Rodrigues Lima

Membro: Emérito

Secção: Medicina

Eleição: 02/06/1916

Posse: 02/06/1916

Sob a presidência: Miguel de Oliveira Couto

Saudado: José Ferreira Anjo Coutinho

Emerência: 08/10/1942

Falecimento: 13/04/1958

Informações do Acadêmico

Número acadêmico: 273

Cadeira: 11 - Antonio Austregésilo Rodrigues Lima

Membro: Emérito

Secção: Medicina

Eleição: 02/06/1916

Posse: 02/06/1916

Sob a presidência: Miguel de Oliveira Couto

Saudado: José Ferreira Anjo Coutinho

Emerência: 08/10/1942

Falecimento: 13/04/1958

Nasceu em 13 de agosto de 1881, em Belém, no Estado do Pará. Filho de Samuel Wallace Mac Dowell e D. Ana da Gama e Costa Mac Dowell.

Doutorou-se em medicina pela Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro, em 1905, defendendo a tese intitulada “Estudo das citoxinas do soro dos anêmicos por ancilostomíase”.

Após receber o grau, retornou para sua cidade natal na qual exerceu o cargo de médico efetivo do Hospital da Misericórdia e da Ordem 3º de São Francisco da Cidade do Belém no Pará (1905-1913). Integrou a “Comissão Oswaldo Cruz” que erradicou do Pará a febre amarela (1911) e foi diretor do Serviço de Prophylaxia contra a febre amarela no mesmo Estado (1912-1913).

Em 1914, já no Estado do Rio de Janeiro, tornou-se livre docente por concurso da Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro onde organizou e desenvolveu seus cursos de semiótica e clínica médica.

Eleito Membro Titular da Academia Nacional de Medicina em 1916 com a memória intitulada “Da semiótica física de certos sinais da estenose mitral pura”. Durante o período em que esteve na instituição exerceu o cargo de Presidente da Secção de Medicina no período de 1928 a 1937, 1942 a 1943 e 1946 a 1947. Transferiu-se para a classe dos Membro Emérito em 1942.

Fundou do Serviço de Tisiologia na Policlínica Geral do Rio de Janeiro em 1929 e foi diretor da instituição por muitos anos. Fundou também a “Revista Brasileira de Tuberculose e Doenças Torácicas”.

Foi membro de conselhos, sociedades e associações nacionais e internacionais, tais como membro e presidente da Sociedade Brasileira de Tuberculose, membro da Sociedade de Tisiologia do Uruguai e da Argentina, membro da Sociedade Mexicana de Estudos sobre a Tuberculose, membro da Sociedade Cubana de Tisiologia, membro da Sociedade de Tisiologia de Córdoba.

Dedicou mais de trinta anos de profissão no estudo da Tisiologia brasileira sendo reconhecido pelo pelos seus pares como um exímio profissional.

Faleceu aos 13 de abril de 1958, no Rio de Janeiro.