Área do acadêmico Transmissão ao vivo
EN PT ES

Heitor Carpinteiro Péres

Nasceu em 3 de janeiro de 1907 na cidade de Cabo, no Estado de Pernambuco. Filho de Manoel Carpinteiro Péres Júnior e D. Maria da Paz de Gusmão Péres.

Doutorou-se em Medicina pela Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro, em 1930.

Atuou como interno na Clínica Psiquiátrica da Universidade do Brasil (1929), assistente extranumerário da Clínica de Psiquiátrica da Faculdade Nacional de Medicina (1931), chefe da Clínica do Serviço de Psiquiatria e Higiene Mental da Policlínica Botafogo (1931) e chefe da Clínica Psiquiátrica da Policlínica de Copacabana (1932-1934), chefe de Seção de Cooperação do Serviço Nacional de Doenças Mentais (1941-1942) e diretor da Colônia Juliano Moreira (1946).

Seus estudos dentro da psiquiatria levaram a enveredar pelo caminho do magistério e assim tornou-se assistente de Cadeira de Higiene Mental do Curso de Saúde Pública do Ministério da Saúde (1939-1942), professor de Legislação Social da Escola de Enfermagem Alfredo Pinto (1938-1942), professor de Legislação do curso de Psiquiatria Clínica e Higiene Mental do Departamento Nacional de Saúde (1939-1942), professor do Departamento de Psiquiatria e Psicanálise da Escola de Pós-Graduação Médica (1953).

Foi membro de conselhos e comissões examinadoras para magistério superior, sociedades e associações nacionais, tais como membro da Sociedade de Medicina e Cirurgia do Rio de Janeiro, fundador e membro do Centro de Estudos Médicos do Sanatório Botafogo, fundador e membro da Liga Brasileira de Esterilidade, fundador e presidente do Centro Brasileiro de Estudos Psiquiátricos, vice-presidente da Sociedade Brasileira de Psicoterapia e presidente geral da Sociedade Brasileira de Neurologia, Psiquiatria e Medicina Legal.

Eleito Membro Titular da Academia Nacional de Medicina, em 1957, com a memória intitulada “Alguns aspectos sócio-psiquiátricos do canabismo brasileiro”. Durante o período em que esteve na instituição exerceu o cargo de 1º Secretário (1961-1963). Tornou-se Membro Emérito em 1985.

Faleceu em 10 de agosto de 1990.

Informações do Acadêmico

Número acadêmico: 420

Cadeira: 57 - Juliano Moreira

Membro: Emérito

Secção: Medicina

Eleição: 11/04/1957

Posse: 20/06/1957

Sob a presidência: Deolindo Augusto de Nunes Couto

Saudado: Pedro José de Oliveira Pernambuco Filho

Emerência: 14/11/1985

Antecessor: Adauto Junqueira Botelho

Falecimento: 10/08/1990

Informações do Acadêmico

Número acadêmico: 420

Cadeira: 57 - Juliano Moreira

Membro: Emérito

Secção: Medicina

Eleição: 11/04/1957

Posse: 20/06/1957

Sob a presidência: Deolindo Augusto de Nunes Couto

Saudado: Pedro José de Oliveira Pernambuco Filho

Emerência: 14/11/1985

Antecessor: Adauto Junqueira Botelho

Falecimento: 10/08/1990

Nasceu em 3 de janeiro de 1907 na cidade de Cabo, no Estado de Pernambuco. Filho de Manoel Carpinteiro Péres Júnior e D. Maria da Paz de Gusmão Péres.

Doutorou-se em Medicina pela Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro, em 1930.

Atuou como interno na Clínica Psiquiátrica da Universidade do Brasil (1929), assistente extranumerário da Clínica de Psiquiátrica da Faculdade Nacional de Medicina (1931), chefe da Clínica do Serviço de Psiquiatria e Higiene Mental da Policlínica Botafogo (1931) e chefe da Clínica Psiquiátrica da Policlínica de Copacabana (1932-1934), chefe de Seção de Cooperação do Serviço Nacional de Doenças Mentais (1941-1942) e diretor da Colônia Juliano Moreira (1946).

Seus estudos dentro da psiquiatria levaram a enveredar pelo caminho do magistério e assim tornou-se assistente de Cadeira de Higiene Mental do Curso de Saúde Pública do Ministério da Saúde (1939-1942), professor de Legislação Social da Escola de Enfermagem Alfredo Pinto (1938-1942), professor de Legislação do curso de Psiquiatria Clínica e Higiene Mental do Departamento Nacional de Saúde (1939-1942), professor do Departamento de Psiquiatria e Psicanálise da Escola de Pós-Graduação Médica (1953).

Foi membro de conselhos e comissões examinadoras para magistério superior, sociedades e associações nacionais, tais como membro da Sociedade de Medicina e Cirurgia do Rio de Janeiro, fundador e membro do Centro de Estudos Médicos do Sanatório Botafogo, fundador e membro da Liga Brasileira de Esterilidade, fundador e presidente do Centro Brasileiro de Estudos Psiquiátricos, vice-presidente da Sociedade Brasileira de Psicoterapia e presidente geral da Sociedade Brasileira de Neurologia, Psiquiatria e Medicina Legal.

Eleito Membro Titular da Academia Nacional de Medicina, em 1957, com a memória intitulada “Alguns aspectos sócio-psiquiátricos do canabismo brasileiro”. Durante o período em que esteve na instituição exerceu o cargo de 1º Secretário (1961-1963). Tornou-se Membro Emérito em 1985.

Faleceu em 10 de agosto de 1990.