Área do acadêmico Transmissão ao vivo
EN PT ES

Jorge Guimarães Sant’Anna

Nascido a 24 de agosto de 1887, no Rio de Janeiro (RJ). Filho de Dr. João José de Sant’Anna e D. Mariana Guimarães Sant’Anna. Graduou-se em Medicina pela Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro em 15 de janeiro de 1910, com distinção.

Assistente da Secção de Obstetrícia, sob a direção de Queiroz Barros, na Maternidade do Rio de Janeiro (1915). Assistente do Serviço de Cirurgia e Ginecologia do Hospital Nossa Senhora da Saúde (Gamboa), 1924-1933.

Médico sanitarista, por concurso de provas (1918), posteriormente com exercício no Serviço Pré-Natal do Departamento de Puericultura do Distrito Federal até 1954.

Membro Titular Fundador do Colégio Brasileiro de Cirurgiões (1929); emérito a partir de 1955. Membro Efetivo da Sociedade de Obstetrícia e Ginecologia do Brasil; Presidente em 1943-1944. Legionário construtor da Casa do Médico e Sócio Benemérito do Sindicato Médico Brasileiro (1934). Membro Correspondente da Associação Médica Argentina (1929). Membro Correspondente da Sociedade de Obstetrícia e Ginecologia de Buenos Aires (1932). Membro Correspondente da Sociedade de Ginecologia del Ururguay (1938). Membro da comissão julgadora do concurso para provimento da cadeira de Clínica Obstetrícia da Escola de Medicina e Cirurgia do Rio de Janeiro (1934).

Participou do 10º Congresso Brasileiro de Medicina (1929), sob os auspícios da Academia Nacional de Medicina; do 2º Congresso Argentino de Obstetrícia e Ginecologia (1934) como Delegado Organizador da representação brasileira; do 4º Congresso Argentino de Obstetrícia e Ginecologia (1940), como relator oficial pelo Brasil.

Na ocasião de sua posse na Academia Nacional de Medicina, apresentou memória intitulada “Em Torno da Cesárea Abdominal”. Passou a emérito a 31 de outubro de 1968.

Faleceu a 08 de janeiro de 1973.

Informações do Acadêmico

Número acadêmico: 378

Cadeira: 69 - Alberto Ribeiro de Oliveira Motta

Membro: Emérito

Secção: Cirurgia

Eleição: 07/05/1942

Posse: 01/10/1942

Sob a presidência: Joaquim Moreira da Fonseca

Saudado: Helion de Menezes Póvoa

Emerência: 31/10/1968

Antecessor: Francisco Fernandes Eiras

Falecimento: 08/01/1973

Informações do Acadêmico

Número acadêmico: 378

Cadeira: 69 - Alberto Ribeiro de Oliveira Motta

Membro: Emérito

Secção: Cirurgia

Eleição: 07/05/1942

Posse: 01/10/1942

Sob a presidência: Joaquim Moreira da Fonseca

Saudado: Helion de Menezes Póvoa

Emerência: 31/10/1968

Antecessor: Francisco Fernandes Eiras

Falecimento: 08/01/1973

Nascido a 24 de agosto de 1887, no Rio de Janeiro (RJ). Filho de Dr. João José de Sant’Anna e D. Mariana Guimarães Sant’Anna. Graduou-se em Medicina pela Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro em 15 de janeiro de 1910, com distinção.

Assistente da Secção de Obstetrícia, sob a direção de Queiroz Barros, na Maternidade do Rio de Janeiro (1915). Assistente do Serviço de Cirurgia e Ginecologia do Hospital Nossa Senhora da Saúde (Gamboa), 1924-1933.

Médico sanitarista, por concurso de provas (1918), posteriormente com exercício no Serviço Pré-Natal do Departamento de Puericultura do Distrito Federal até 1954.

Membro Titular Fundador do Colégio Brasileiro de Cirurgiões (1929); emérito a partir de 1955. Membro Efetivo da Sociedade de Obstetrícia e Ginecologia do Brasil; Presidente em 1943-1944. Legionário construtor da Casa do Médico e Sócio Benemérito do Sindicato Médico Brasileiro (1934). Membro Correspondente da Associação Médica Argentina (1929). Membro Correspondente da Sociedade de Obstetrícia e Ginecologia de Buenos Aires (1932). Membro Correspondente da Sociedade de Ginecologia del Ururguay (1938). Membro da comissão julgadora do concurso para provimento da cadeira de Clínica Obstetrícia da Escola de Medicina e Cirurgia do Rio de Janeiro (1934).

Participou do 10º Congresso Brasileiro de Medicina (1929), sob os auspícios da Academia Nacional de Medicina; do 2º Congresso Argentino de Obstetrícia e Ginecologia (1934) como Delegado Organizador da representação brasileira; do 4º Congresso Argentino de Obstetrícia e Ginecologia (1940), como relator oficial pelo Brasil.

Na ocasião de sua posse na Academia Nacional de Medicina, apresentou memória intitulada “Em Torno da Cesárea Abdominal”. Passou a emérito a 31 de outubro de 1968.

Faleceu a 08 de janeiro de 1973.