Área do acadêmico Transmissão ao vivo
EN PT ES

José Alexandre de Souza Gurgel do Amaral

O Dr. José Alexandre de Souza Gurgel do Amaral, nasceu em 25 de fevereiro de 1837.

Doutorou-se em Medicina pela Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro, em 1860, defendo a tese intitulada “Sinfisiotomia e a Operação Cesariana” e foi prestigiado pela presença de D. Pedro II, obtendo a nota mais elevada, em 15 de novembro de 1860.

Serviu no Corpo de Saúde da Marinha Imperial como 2º cirurgião e 2º tenente da Armada Imperial em 1863 e foi interno do Hospital da Marinha, e na ocasião de uma visita Imperial a esta instituição, ao desequilibrar-se no espaço entre a embarcação e o cais, o Monarca D. Pedro II acidentou-se e logo foi socorrido pelo Dr. José A. de Souza Gurgel do Amaral que observara todo o ocorrido.

Eleito Membro Titular da Academia Nacional de Medicina em 1885, com a memória intitulada “Contribuição para o Estudo da Sífilis Hepática no Adulto” e sua cerimônia de posse ocorreu no mesmo ano de sua eleição sendo presidida pelo Acad. Agostinho José de Souza Lima.

Foi membro de conselhos sociedades e associações nacionais, tais como membro do Instituto Médico Brasileiro e membro titular da Sociedade Medicina e Cirurgia Juiz de Fora.

Faleceu em janeiro de 1895, aos 58 anos, um ano após a formatura de seu filho Dr. José Mathias Gurgel do Amaral que após seu falecimento passou a ocupar a cadeira de seu pai na Academia Nacional de Medicina.

Informações do Acadêmico

Número acadêmico: 144

Cadeira: 30 - Jorge Soares de Gouvêa

Membro: Titular

Secção: Cirurgia

Eleição: 27/07/1885

Posse: 27/07/1885

Sob a presidência: Agostinho José de Souza Lima

Falecimento: 01/01/1895

Informações do Acadêmico

Número acadêmico: 144

Cadeira: 30 - Jorge Soares de Gouvêa

Membro: Titular

Secção: Cirurgia

Eleição: 27/07/1885

Posse: 27/07/1885

Sob a presidência: Agostinho José de Souza Lima

Falecimento: 01/01/1895

O Dr. José Alexandre de Souza Gurgel do Amaral, nasceu em 25 de fevereiro de 1837.

Doutorou-se em Medicina pela Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro, em 1860, defendo a tese intitulada “Sinfisiotomia e a Operação Cesariana” e foi prestigiado pela presença de D. Pedro II, obtendo a nota mais elevada, em 15 de novembro de 1860.

Serviu no Corpo de Saúde da Marinha Imperial como 2º cirurgião e 2º tenente da Armada Imperial em 1863 e foi interno do Hospital da Marinha, e na ocasião de uma visita Imperial a esta instituição, ao desequilibrar-se no espaço entre a embarcação e o cais, o Monarca D. Pedro II acidentou-se e logo foi socorrido pelo Dr. José A. de Souza Gurgel do Amaral que observara todo o ocorrido.

Eleito Membro Titular da Academia Nacional de Medicina em 1885, com a memória intitulada “Contribuição para o Estudo da Sífilis Hepática no Adulto” e sua cerimônia de posse ocorreu no mesmo ano de sua eleição sendo presidida pelo Acad. Agostinho José de Souza Lima.

Foi membro de conselhos sociedades e associações nacionais, tais como membro do Instituto Médico Brasileiro e membro titular da Sociedade Medicina e Cirurgia Juiz de Fora.

Faleceu em janeiro de 1895, aos 58 anos, um ano após a formatura de seu filho Dr. José Mathias Gurgel do Amaral que após seu falecimento passou a ocupar a cadeira de seu pai na Academia Nacional de Medicina.