Área do acadêmico Transmissão ao vivo
EN PT ES

José Olympio Soares Ribeiro

Nasceu em 26 de junho de 1833, no Rio de Janeiro. Filho de João Antônio Soares Ribeiro.

Doutorou-se em Medicina pela Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro em 1855, defendendo a tese intitulada “As causas dos tubérculos pulmonares no Rio de Janeiro, suas variedades e seu tratamento. Da febre de leite. Da infecção e do contagio. Da respiração vegeral”.

Durante as epidemias de febre amarela e de cólera, na capital do Império, prestou auxílio nos serviços dos hospitais e nas comissões sanitárias que procuravam socorrer as vítimas.

Eleito Membro Titular da Academia Nacional de Medicina em 1865, apresentando a memória intitulada “Estudos sobre a fisiologia e patologia da protuberância anular”. Sua cerimônia de posse aconteceu no mesmo dia da eleição sob a presidência do Acad. José Pereira Rego (Barão do Lavradio).

Publicou vários trabalhos de sua especialidade, dentre estes destacam-se “Memoria sobre a via de transmissão das impressões sensitivas na medula espinhal” (1864) e “Estudo sobre a physiologia e pathologia da protuberância anular” (1866).

Faleceu em 29 de março de 1873, ainda jovem aos 39 anos.

Informações do Acadêmico

Número acadêmico: 101

Cadeira: -

Membro: Titular

Secção:

Eleição: 08/05/1865

Posse: 08/05/1865

Sob a presidência: José Pereira Rego (Barão do Lavradio)

Saudado: José Pereira Rego (Barão do Lavradio)

Falecimento: 29/03/1873

Informações do Acadêmico

Número acadêmico: 101

Cadeira: -

Membro: Titular

Secção:

Eleição: 08/05/1865

Posse: 08/05/1865

Sob a presidência: José Pereira Rego (Barão do Lavradio)

Saudado: José Pereira Rego (Barão do Lavradio)

Falecimento: 29/03/1873

Nasceu em 26 de junho de 1833, no Rio de Janeiro. Filho de João Antônio Soares Ribeiro.

Doutorou-se em Medicina pela Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro em 1855, defendendo a tese intitulada “As causas dos tubérculos pulmonares no Rio de Janeiro, suas variedades e seu tratamento. Da febre de leite. Da infecção e do contagio. Da respiração vegeral”.

Durante as epidemias de febre amarela e de cólera, na capital do Império, prestou auxílio nos serviços dos hospitais e nas comissões sanitárias que procuravam socorrer as vítimas.

Eleito Membro Titular da Academia Nacional de Medicina em 1865, apresentando a memória intitulada “Estudos sobre a fisiologia e patologia da protuberância anular”. Sua cerimônia de posse aconteceu no mesmo dia da eleição sob a presidência do Acad. José Pereira Rego (Barão do Lavradio).

Publicou vários trabalhos de sua especialidade, dentre estes destacam-se “Memoria sobre a via de transmissão das impressões sensitivas na medula espinhal” (1864) e “Estudo sobre a physiologia e pathologia da protuberância anular” (1866).

Faleceu em 29 de março de 1873, ainda jovem aos 39 anos.