Área do acadêmico Transmissão ao vivo
EN PT ES

Públio Constâncio de Mello

Nasceu em 25 de agosto de 1855 no Estado da Bahia. Filho de Públio Constâncio de Albuquerque Mello e de D. Urânia Leopoldina de Albuquerque Mello.

Doutorou-se em Medicina pela Faculdade de Medicina da Bahia, em 1882, defendendo a tese intitulada “Do suicídio em suas relações médico-legais”.

Destacou-se na política como o primeiro prefeito eleito pela República na cidade de Ribeirão Preto, Estado de São Paulo, exercendo o cargo no período de 1890 a 1891.

Ingressou como Membro Titular na Academia Nacional de Medicina, em 1893, apresentando a memória intitulada “Da alimentação da criança”. Sua cerimônia de posse ocorreu no mesmo ano, sob a presidência do Acad. João Lacerda de Baptista. Durante o período em que esteve na instituição exerceu os cargos de Secretário da Secção de Higiene e Medicina Legal de 1895 a 1896, Presidente da mesma Secção, no período 1896 a 1898 e 1º Secretário Geral de 1901 a 1903.

Em 1893, inconformado com a atuação do Dr. Abel Parente – médico italiano radicado no Rio de Janeiro no final do século XIX, que desenvolveu um método de esterilização feminina e vinha aplicando-o sem restrições e mantendo secreta sua técnica cirúrgica –, o Acad. Públio de Mello publicou um trabalho intitulado “O charlatanismo: protesto contra a esterilidade da mulher pelo processo secreto do doutor Abel Parente” em que se opunha ao “esterilizador do Brasil”.

Nomeado em 1898 diretor da 4º secção de Antropologia, Etnologia e Arqueologia do Museu Nacional, também atuou na instituição como secretário, assistente e professor na mesma secção.

Faleceu em 16 de dezembro de 1904, na cidade do Rio de Janeiro.

Informações do Acadêmico

Número acadêmico: 163

Cadeira: -

Membro: Titular

Secção:

Eleição: 10/05/1893

Posse: 18/05/1893

Sob a presidência: João Baptista de Lacerda

Falecimento: 16/12/1904

Informações do Acadêmico

Número acadêmico: 163

Cadeira: -

Membro: Titular

Secção:

Eleição: 10/05/1893

Posse: 18/05/1893

Sob a presidência: João Baptista de Lacerda

Falecimento: 16/12/1904

Nasceu em 25 de agosto de 1855 no Estado da Bahia. Filho de Públio Constâncio de Albuquerque Mello e de D. Urânia Leopoldina de Albuquerque Mello.

Doutorou-se em Medicina pela Faculdade de Medicina da Bahia, em 1882, defendendo a tese intitulada “Do suicídio em suas relações médico-legais”.

Destacou-se na política como o primeiro prefeito eleito pela República na cidade de Ribeirão Preto, Estado de São Paulo, exercendo o cargo no período de 1890 a 1891.

Ingressou como Membro Titular na Academia Nacional de Medicina, em 1893, apresentando a memória intitulada “Da alimentação da criança”. Sua cerimônia de posse ocorreu no mesmo ano, sob a presidência do Acad. João Lacerda de Baptista. Durante o período em que esteve na instituição exerceu os cargos de Secretário da Secção de Higiene e Medicina Legal de 1895 a 1896, Presidente da mesma Secção, no período 1896 a 1898 e 1º Secretário Geral de 1901 a 1903.

Em 1893, inconformado com a atuação do Dr. Abel Parente – médico italiano radicado no Rio de Janeiro no final do século XIX, que desenvolveu um método de esterilização feminina e vinha aplicando-o sem restrições e mantendo secreta sua técnica cirúrgica –, o Acad. Públio de Mello publicou um trabalho intitulado “O charlatanismo: protesto contra a esterilidade da mulher pelo processo secreto do doutor Abel Parente” em que se opunha ao “esterilizador do Brasil”.

Nomeado em 1898 diretor da 4º secção de Antropologia, Etnologia e Arqueologia do Museu Nacional, também atuou na instituição como secretário, assistente e professor na mesma secção.

Faleceu em 16 de dezembro de 1904, na cidade do Rio de Janeiro.