Área do acadêmico Transmissão ao vivo
EN PT ES

Abel Elias de Oliveira

Nasceu em 30 de outubro de 1890 na cidade de Barra Mansa, Estado do Rio de Janeiro.

Graduado em Farmácia pela Faculdade de Farmácia e Odontologia do Estado do Rio de Janeiro em 1919.

Atuou como professor catedrático de Farmácia Galênica da Faculdade Fluminense de Medicina e professor interino de Farmácia Química da Escola de Medicina e Cirurgia do Instituto Hahnemanniano do Brasil. Também foi catedrático da Faculdade de Farmácia e Odontologia do Estado do Rio de Janeiro e orador oficial da Associação Brasileira de Farmacêutico, tendo granjeado a estima e o respeito de seus pares e infundido no pensamento de seus alunos, admiradores e colegas, a mística de sua incontestável vocação profissional.

Fundador, Membro Titular e Presidente da Academia Nacional de Farmácia, foi um nome muitas vezes lembrado nas Associações Farmacêuticas e Médicas, sendo consagrado como um orador fluente, professor de vigorosa inteligência e trabalhador útil e interessado na elevação da classe profissional à qual pertenceu.

Como sócio e Presidente da Associação Brasileira de Farmacêuticos, em seus fecundos pronunciamentos, sua palavra irradiava fé, firmeza e um padrão de legitimidade para o seu lema – “A Farmácia para os Farmacêuticos”.

Eleito Membro Titular da Academia Nacional de Medicina em 1931.

Foi membro de conselhos e comissões examinadoras para magistério superior, sociedades e associações nacionais e internacionais, tais como membro honorário da Academia Brasileira de Medicina Militar, membro da Sociedade Nacional de Farmácia de Buenos Aires na Argentina, membro da União Farmacêutica de Caracas, na Venezuela, membro Efetivo da Sociedade Brasileira de Química, membro da Associação Brasileira de Farmacêuticos, tendo Presidido a instituição três vezes e da Sociedade de Medicina e Cirurgia.

Jornalista especializado, redator responsável da Revista da Associação Brasileira de Farmacêuticos. Foi colaborador da “Medicamenta”, do “Farmacêutico Brasileiro”, do “Diário de Medicina” e da “Semana Cientifica”.

Faleceu aos 82 anos de idade, em 19 de janeiro de 1977, no Rio de Janeiro.

Informações do Acadêmico

Número acadêmico: 339

Cadeira: 92 - Isaac Werneck da Silva Santos

Membro: Titular

Secção: Ciencias aplicadas à Medicina

Eleição: 16/07/1931

Posse: 29/08/1931

Sob a presidência: Miguel de Oliveira Couto

Saudado: Paulo Seabra

Antecessor: Isaac Werneck da Silva Santos

Falecimento: 19/01/1977

Informações do Acadêmico

Número acadêmico: 339

Cadeira: 92 - Isaac Werneck da Silva Santos

Membro: Titular

Secção: Ciencias aplicadas à Medicina

Eleição: 16/07/1931

Posse: 29/08/1931

Sob a presidência: Miguel de Oliveira Couto

Saudado: Paulo Seabra

Antecessor: Isaac Werneck da Silva Santos

Falecimento: 19/01/1977

Nasceu em 30 de outubro de 1890 na cidade de Barra Mansa, Estado do Rio de Janeiro.

Graduado em Farmácia pela Faculdade de Farmácia e Odontologia do Estado do Rio de Janeiro em 1919.

Atuou como professor catedrático de Farmácia Galênica da Faculdade Fluminense de Medicina e professor interino de Farmácia Química da Escola de Medicina e Cirurgia do Instituto Hahnemanniano do Brasil. Também foi catedrático da Faculdade de Farmácia e Odontologia do Estado do Rio de Janeiro e orador oficial da Associação Brasileira de Farmacêutico, tendo granjeado a estima e o respeito de seus pares e infundido no pensamento de seus alunos, admiradores e colegas, a mística de sua incontestável vocação profissional.

Fundador, Membro Titular e Presidente da Academia Nacional de Farmácia, foi um nome muitas vezes lembrado nas Associações Farmacêuticas e Médicas, sendo consagrado como um orador fluente, professor de vigorosa inteligência e trabalhador útil e interessado na elevação da classe profissional à qual pertenceu.

Como sócio e Presidente da Associação Brasileira de Farmacêuticos, em seus fecundos pronunciamentos, sua palavra irradiava fé, firmeza e um padrão de legitimidade para o seu lema – “A Farmácia para os Farmacêuticos”.

Eleito Membro Titular da Academia Nacional de Medicina em 1931.

Foi membro de conselhos e comissões examinadoras para magistério superior, sociedades e associações nacionais e internacionais, tais como membro honorário da Academia Brasileira de Medicina Militar, membro da Sociedade Nacional de Farmácia de Buenos Aires na Argentina, membro da União Farmacêutica de Caracas, na Venezuela, membro Efetivo da Sociedade Brasileira de Química, membro da Associação Brasileira de Farmacêuticos, tendo Presidido a instituição três vezes e da Sociedade de Medicina e Cirurgia.

Jornalista especializado, redator responsável da Revista da Associação Brasileira de Farmacêuticos. Foi colaborador da “Medicamenta”, do “Farmacêutico Brasileiro”, do “Diário de Medicina” e da “Semana Cientifica”.

Faleceu aos 82 anos de idade, em 19 de janeiro de 1977, no Rio de Janeiro.