Área do acadêmico Transmissão ao vivo
EN PT ES

Nestor Moura Brasil

Nasceu em 4 de maio de 1904, na cidade do Rio de Janeiro. Filho do ilustre farmacêutico Dr. Francisco de Moura Brasil.

Formou-se em farmácia pela Faculdade Nacional de Farmácia.

Iniciou sua carreira na Farmácia Moura Brasil, fundada pelo seu pai, e posteriormente, enveredando pelo lado das atividades industriais, criou assim o Laboratório Moura Brasil. Com o crescimento de sua indústria incorporou o Laboratório Dias da Cruz e fundiu-se com o Laboratório Orlando Rangel.

Tornou-se sócio da Farmácia e Laboratórios Moura Brasil & Cia., diretor Presidente dos Laboratórios Moura Brasil & Orlando Rangel S.A., diretor da Richardson Merrell – Moura Brasil S.A.

Atuou como diretor secretário do Sindicato de Industrias de Farmácias, diretor secretário da Federação industrial do Rio de Janeiro e Presidente da Associação dos Industriais farmacêuticos do Rio de Janeiro.

Eleito Membro Titular da Academia Nacional de Medicina em 1932 apresentando a memória intitulada “As aplicações do ph na indústria farmacêutica”.

Foi membro de conselhos e comissões examinadoras para magistério superior, sociedades e associações nacionais e internacionais, tais como membro da Academia Nacional de Farmácia, membro da Associação Brasileira de Farmacêuticos, membro da Sociedade de Medicina e Cirurgia do Rio de Janeiro e membro da União Farmacêutica de São Paulo.

Publicou vários trabalhos de sua especialidade, dentre estes “Dinitrofenol em Terapêutica” em 1936, “Pela Ciência e pela Ética”, “A indústria química farmacêutica e a saúde da População” e “O óleo de amendoim e suas aplicações na indústria farmacêutica”.

Devido aos seus serviços prestados ao avanço da ciência nacional recebeu o título de “Ordem do Mérito Médico” em 1964.

Faleceu em 28 de novembro de 1977 na cidade do Rio de Janeiro.

Informações do Acadêmico

Número acadêmico: 344

Cadeira: 94 - Benjamim Franklin de Ramiz Galvão (Barão de Ramiz)

Membro: Titular

Secção: Ciencias aplicadas à Medicina

Eleição: 27/10/1932

Posse: 26/10/1933

Sob a presidência: Miguel de Oliveira Couto

Saudado: José Benevenuto de Lima

Antecessor: Alfredo José Abrantes

Falecimento: 28/11/1977

Informações do Acadêmico

Número acadêmico: 344

Cadeira: 94 - Benjamim Franklin de Ramiz Galvão (Barão de Ramiz)

Membro: Titular

Secção: Ciencias aplicadas à Medicina

Eleição: 27/10/1932

Posse: 26/10/1933

Sob a presidência: Miguel de Oliveira Couto

Saudado: José Benevenuto de Lima

Antecessor: Alfredo José Abrantes

Falecimento: 28/11/1977

Nasceu em 4 de maio de 1904, na cidade do Rio de Janeiro. Filho do ilustre farmacêutico Dr. Francisco de Moura Brasil.

Formou-se em farmácia pela Faculdade Nacional de Farmácia.

Iniciou sua carreira na Farmácia Moura Brasil, fundada pelo seu pai, e posteriormente, enveredando pelo lado das atividades industriais, criou assim o Laboratório Moura Brasil. Com o crescimento de sua indústria incorporou o Laboratório Dias da Cruz e fundiu-se com o Laboratório Orlando Rangel.

Tornou-se sócio da Farmácia e Laboratórios Moura Brasil & Cia., diretor Presidente dos Laboratórios Moura Brasil & Orlando Rangel S.A., diretor da Richardson Merrell – Moura Brasil S.A.

Atuou como diretor secretário do Sindicato de Industrias de Farmácias, diretor secretário da Federação industrial do Rio de Janeiro e Presidente da Associação dos Industriais farmacêuticos do Rio de Janeiro.

Eleito Membro Titular da Academia Nacional de Medicina em 1932 apresentando a memória intitulada “As aplicações do ph na indústria farmacêutica”.

Foi membro de conselhos e comissões examinadoras para magistério superior, sociedades e associações nacionais e internacionais, tais como membro da Academia Nacional de Farmácia, membro da Associação Brasileira de Farmacêuticos, membro da Sociedade de Medicina e Cirurgia do Rio de Janeiro e membro da União Farmacêutica de São Paulo.

Publicou vários trabalhos de sua especialidade, dentre estes “Dinitrofenol em Terapêutica” em 1936, “Pela Ciência e pela Ética”, “A indústria química farmacêutica e a saúde da População” e “O óleo de amendoim e suas aplicações na indústria farmacêutica”.

Devido aos seus serviços prestados ao avanço da ciência nacional recebeu o título de “Ordem do Mérito Médico” em 1964.

Faleceu em 28 de novembro de 1977 na cidade do Rio de Janeiro.