Área do acadêmico Transmissão ao vivo
EN PT ES

Gabriel de Andrade

Nasceu em 24 de janeiro de 1889, na cidade de Oliveira, Estado de Minas Gerais. Filho de Gabriel Augusto de Andrade e de D. Áurea Ferreira de Andrade.

Doutorou-se pela Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro, em 1913, defendendo a tese intitulada “Kistectomia Larga na Operação de Catarata”.

Em 1914 foi para Europa onde se especializou em oftalmologia. Devido à Guerra Mundial, o professor Andrade foi forçado a voltar ao Brasil, e convidado a trabalhar na Policlínica Geral do Rio de Janeiro com o seu mestre Acad. Moura Brasil. Com a morte do Acad. Moura Brasil, em 1928, assumiu a chefia do serviço oftalmológico da Policlínica Geral do Rio de Janeiro, e deu prosseguimento a obra de seu sogro e mestre.

Organizou cursos gratuitos de oftalmologia para médicos e estudantes, cuja frequência era extraordinária. Criou vários discípulos e em 1932, foi eleito Diretor da Policlínica Geral do Rio de Janeiro e foi responsável pela construção da atual sede na Av. Nilo Peçanha, no centro do Rio de Janeiro.

Foi membro de conselhos e comissões examinadoras para magistério superior, sociedades e associações nacionais e internacionais, tais como membro da Sociedade Francesa de Oftalmologia, membro do Colégio Americano de Cirurgiões, membro do Colégio Brasileiro de Cirurgiões, membro da Sociedade de Medicina e Cirurgia, membro da Sociedade de Endocrinologia, correspondente de várias revistas da especialidade.

Eleito Membro Titular da Academia Nacional de Medicina em 1924 com a memória intitulada “Cataratas congênitas – Glaucoma secundário à discisão”.

Publicou vários trabalhos de sua especialidade, dentre estes “Cromoheteropia e catarata” (1926), “A operação de catarata congênita” (1928), “Tratamento cirúrgico do descolamento de retina” (1935), dentre outros.

Faleceu em 19 de outubro de 1939, no Rio de Janeiro.

Informações do Acadêmico

Número acadêmico: 295

Cadeira: 16 - Érico Marinho da Gama Coelho

Membro: Titular

Secção: Medicina

Eleição: 05/07/1924

Posse: 21/08/1924

Sob a presidência: Miguel de Oliveira Couto

Saudado: Belmiro de Lima Valverde

Antecessor: Érico Marinho da Gama Coelho

Falecimento: 19/10/1939

Informações do Acadêmico

Número acadêmico: 295

Cadeira: 16 - Érico Marinho da Gama Coelho

Membro: Titular

Secção: Medicina

Eleição: 05/07/1924

Posse: 21/08/1924

Sob a presidência: Miguel de Oliveira Couto

Saudado: Belmiro de Lima Valverde

Antecessor: Érico Marinho da Gama Coelho

Falecimento: 19/10/1939

Nasceu em 24 de janeiro de 1889, na cidade de Oliveira, Estado de Minas Gerais. Filho de Gabriel Augusto de Andrade e de D. Áurea Ferreira de Andrade.

Doutorou-se pela Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro, em 1913, defendendo a tese intitulada “Kistectomia Larga na Operação de Catarata”.

Em 1914 foi para Europa onde se especializou em oftalmologia. Devido à Guerra Mundial, o professor Andrade foi forçado a voltar ao Brasil, e convidado a trabalhar na Policlínica Geral do Rio de Janeiro com o seu mestre Acad. Moura Brasil. Com a morte do Acad. Moura Brasil, em 1928, assumiu a chefia do serviço oftalmológico da Policlínica Geral do Rio de Janeiro, e deu prosseguimento a obra de seu sogro e mestre.

Organizou cursos gratuitos de oftalmologia para médicos e estudantes, cuja frequência era extraordinária. Criou vários discípulos e em 1932, foi eleito Diretor da Policlínica Geral do Rio de Janeiro e foi responsável pela construção da atual sede na Av. Nilo Peçanha, no centro do Rio de Janeiro.

Foi membro de conselhos e comissões examinadoras para magistério superior, sociedades e associações nacionais e internacionais, tais como membro da Sociedade Francesa de Oftalmologia, membro do Colégio Americano de Cirurgiões, membro do Colégio Brasileiro de Cirurgiões, membro da Sociedade de Medicina e Cirurgia, membro da Sociedade de Endocrinologia, correspondente de várias revistas da especialidade.

Eleito Membro Titular da Academia Nacional de Medicina em 1924 com a memória intitulada “Cataratas congênitas – Glaucoma secundário à discisão”.

Publicou vários trabalhos de sua especialidade, dentre estes “Cromoheteropia e catarata” (1926), “A operação de catarata congênita” (1928), “Tratamento cirúrgico do descolamento de retina” (1935), dentre outros.

Faleceu em 19 de outubro de 1939, no Rio de Janeiro.