Área do acadêmico Transmissão ao vivo
EnglishPortuguêsEspañol

MICROLITIASE E PANCREATITE AGUDA

07/04/2021

Oitenta por cento dos casos de pancreatite aguda estão relacionados à presença de cálculos biliares. Isto é sobretudo importante quando está presentes a microlitíase. São cálculos pequenos, menores de três milímetros e micro cristais (“ lama biliar”) presentes interior da vesícula. Podem migrar com facilidade através do ducto cístico para o colédoco e papila, provocando pancreatite aguda.

Os casos de pancreatite aguda de causa desconhecida podem ser causados por estes microcálculos; difíceis de serem demonstrados pelo ultrassom convencional. A doença tem tendência a se repetir e os próximos surtos são cada vez mais graves. A encoendoscopia deve ser solicitada.

A associação de microcálculos com doenças da mucosa da vesícula é muito frequente, devido a uma condição litogênica. Devemos investigar sua presença quando o ultrassom mostra pólipos, ademiomatose ou colesterolose.

É comum os microscálculos que não foram vistos pelo ultrassom convencional estarem associados aos cálculos maiores.

As cirurgias da vesícula biliar são normalmente indicadas nos casos de doença sintomática. Porém, os casos sem sintomas de pacientes com cálculos pequenos e com microcálculos, devem ser analisados de forma diferente.

Nos casos sem comorbidades a cirurgia laparoscópica da vesícula é hoje um

procedimento muito seguro e muito bem realizado pelos cirurgiões.

Delta Madureira Filho

Centro Médico Sorocaba. Botafogo. Telefones: 2286 1444 e. 2266 5343

América Medical City. Barra. Telefones: 3495 8495 e 3495 8518

Para melhorar sua experiência de navegação, utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes. Ao continuar, você concorda com a nossa política de privacidade.